Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Ryanair vai voar para a Terceira em Dezembro

A Terceira torna-se a segunda ilha açoriana a contar com companhias aéreas “low cost”. Os voos para Lisboa e Porto arrancam em Dezembro, com preços a partir dos 19,99 euros.

7 - Ryanair
Bloomberg / Reuters / Getty Images
Wilson Ledo wilsonledo@negocios.pt 06 de Setembro de 2016 às 12:54
É oficial: a Ryanair vai passar a voar para o aeroporto das Lajes, na ilha Terceira. A companhia aérea "low cost" [de baixo custo] reforça assim a sua presença no arquipélago açoriano.

Estão previstas duas novas rotas a partir do próximo mês de Dezembro, sendo já possível reservar no site oficial da companhia viagens para Lisboa e Porto a partir do aeroporto das Lajes.

Para Lisboa estão previstas quatro viagens por semana, às segundas, quartas, sextas-feiras e domingos. Para o Porto há dois voos por semana, às terças-feiras e sábados. Em ambos os casos, os preços arrancam nos 19,99 euros.

Para as 16:00, horas locais, está marcada a conferência de imprensa para anunciar as novas rotas. A mesma contará com o director de desenvolvimento de rotas da companhia irlandesa, Niall O’Connor. Também a secretária de Estado do Turismo, Ana Mendes Godinho, estará presente no evento no Hotel Terceira Mar.

Já em Maio, em visita aos Açores, o primeiro-ministro António Costa tinha prometido que a Terceira passaria a ter voos "low cost" este Inverno. O turismo é um dos planos de revitalização daquela ilha açoriana perante a progressiva retirada norte-americana, iniciada em 2015, da base militar das Lajes.


Nessa mesma visita, António Costa defendeu ainda utilizações alternativas para aquele espaço, garantindo que as negociações com Washington ainda não estavam fechadas.


A nova aposta da Ryanair nos Açores chega um ano e meio depois da sua estreia naquele arquipélago. A companhia aérea começou a voar para Ponta Delgada, ilha de São Miguel, em Abril de 2015, com rotas para Lisboa, Porto e Londres.


Uma semana antes, a 30 de Março, a easyjet tinha arrancado naquele mesmo aeroporto com o novo modelo de transportes para a região, liberalizando o espaço aéreo açoriano e estreando a presença de companhias de baixo custo em Ponta Delgada. Deste modo, pôs-se fim ao monopólio detido até então pela SATA e TAP. O balanço do primeiro ano foi positivo.


No início de Setembro, a Ryanair esteve a recrutar novos assistentes de bordo, através da Crewlink, em Portugal. As últimas sessões foram em Lisboa e no Porto. Antes disso, em Julho, também tinha estado no Funchal à procura de novos trabalhadores.


A Madeira é, precisamente, apontada como o próximo destino da Ryanair. Como escreveu o Negócios em Março, a companhia "low cost" já tinha demonstrado disponibilidade para voar para aquele arquipélago. Na altura, o autarca do Funchal, Paulo Cafôfo, pedia urgência ao Governo regional no tratamento deste processo.

(Notícia actualizada às 13:19 com mais informação)

Ver comentários
Saber mais Ryanair Lajes Lisboa Porto economia negócios e finanças transportes aviação Terceira Açores
Outras Notícias
Publicidade
C•Studio