A carregar o vídeo ...
Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Sindicatos admitem greve da TAP entre o Natal e o Ano Novo

A plataforma que reúne 12 sindicatos da TAP planeia avançar com quatro dias de paralisação geral, em protesto contra o momento de venda da companhia a privados.

Miguel Baltazar/Negócios
Negócios 10 de Dezembro de 2014 às 09:32
  • Partilhar artigo
  • 14
  • ...

Uma greve geral de quatro dias, entre e o Natal e o Ano Novo, que envolva todos os trabalhadores e sectores da TAP, é um cenário que está em cima da mesa e tem vindo a ser estudado pelos sindicatos. A notícia é avançada esta quarta-feira pelo jornal Público, que acrescenta que, a concretizar-se, esta será uma paralisação inédita pela sua dimensão.

 

A iniciativa parte da plataforma que desde 2012 junta 12 sindicatos da transportadora aérea e terá por objectivo contestar os moldes e o momento escolhido pelo Governo para a venda da TAP, adianta o jornal.

 

27, 28, 29 e 30 de Dezembro são os dias que estão em cima da mesa, faltando ainda conhecer a posição dos pilotos, que têm uma assembleia geral marcada para hoje, quarta-feira. O mal-estar entre os pilotos é também notícia no Negócios, onde se dá nota da discordância desta classe de profissionais em relação à privatização da companhia.

 

Os pilotos acusam o Governo de estar a entregar "uma empresa que transporta a bandeira nacional a interesses privados, por um valor irrisório" e a abrir a porta a reduções salariais e/ou do nível de emprego.

 

Fernando Pinto, presidente da TAP, ao Negócios, mostra-se preocupado com a situação, e diz esperar que seja possível chegar a um entendimento. 

Ver comentários
Saber mais Aviação TAP privatização greve
Outras Notícias