Aviação Sindicatos da TAP: Com a requisição civil o Governo “não assume as responsabilidades” (act.)

Sindicatos da TAP: Com a requisição civil o Governo “não assume as responsabilidades” (act.)

É através da comunicação do Sindicato dos Pilotos da Aviação Civil que a Plataforma de sindicatos da TAP reage à requisição civil avançada pelo Governo.
Sindicatos da TAP: Com a requisição civil o Governo “não assume as responsabilidades” (act.)
Miguel Baltazar/Negócios
Ana Torres Pereira 18 de dezembro de 2014 às 15:25

Após o Governo ter tornado público que iria avançar para requisição civil, para travar os quatro dias de greve dos trabalhadores da TAP, a plataforma dos sindicatos defende que com esta decisão o Governo demonstra que "não conhece a história da TAP, em concreto no que concerne aos efeitos das requisições civis na empresa".

 

Os trabalhadores defendem que o Governo "não sabe o que se passa na TAP e não assume as suas responsabilidades pelos erros e omissões cometidos pela gestão da TAP em nome dos portugueses".

 

Com esta acção, o Executivo "quer responsabilizar os trabalhadores da TAP pelas consequências das decisões que lhes são alheias, em particular pelos prejuízos acumulados na VEM, no Brasil, de mais de 500 milhões de euros".

 

O comunicado feito apenas por cinco pontos conclui dizendo que o Governo, com a requisição civil "procura iludir os portugueses sobre as graves consequências desta privatização da TAP para o interesse nacional, no plano económico e estratégico".

 

O Sindicato Nacional do Pessoal de Voo da Aviação Civil, que abandonou a plataforma sindical, enviou uma nota à imprensa dizendo apenas que "regista com agrado os fundamentos da decisão de Requisição Civil decidida pelo Governo, que vem sustentar na integra a razão que assiste a este Sindicato ao considerar a TAP Portugal um bem de interesse Nacional inequívoco e inalienável".

 

(actualiza com declaração do sindicato dos tripulantes que está excluído da plataforma)




Notícias Relacionadas
pub

Marketing Automation certified by E-GOI