Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Sindicatos da TAP mantêm greve após Governo recusar suspender privatização

O dirigente do Sindicato dos Trabalhadores da Aviação e dos Aeroportos Paulo Duarte disse hoje que a greve marcada para o final do ano se irá manter na sequência da recusa do Governo de suspender a privatização da empresa.

7º Tap Portugal
Lusa 16 de Dezembro de 2014 às 08:59
  • Assine já 1€/1 mês
  • 23
  • ...

"Uma vez que o Governo diz que mantém [a intenção de privatizar a TAP], nós vamos manter a greve também", afirmou Paulo Duarte, sublinhando que a posição dos sindicatos era muito clara.

 

A plataforma de sindicatos que representa os trabalhadores da TAP apresentou na segunda-feira ao Governo um memorando no qual propõe a suspensão do processo de privatização da companhia e da greve entre 27 e 30 de Dezembro.

 

O Ministério da Economia assegurou, no entanto, que não vai suspender a privatização da companhia, referindo que o processo foi comunicado pelo Governo na sexta-feira não tendo sido contestado pela plataforma sindical.

 

Apesar de referir que os 12 sindicatos que representam os trabalhadores da transportadora aérea e que se propõem fazer greve entre os dias 27 e 30 de Dezembro não receberam ainda uma resposta oficial do Governo, Paulo Duarte adianta que a posição está decidida.

 

"A posição dos sindicatos ficou bem expressa no documento que enviámos. Nós pedimos que [o Governo] suspendesse este modelo de privatização em curso e, se assim fosse, a greve era suspensa", afirmou, explicando que face à recusa do Governo, a greve será mantida.

 

Ainda assim, o sindicalista adiantou que os sindicatos irão reunir-se hoje para formalizar a reacção conjunta, mas que hoje de manhã irão já "tratar da questão dos serviços mínimos".

 

O Governo aprovou no dia 13 de Novembro o processo de privatização da TAP, através da alienação de acções representativas de até 66% do capital social da TAP SGPS, ficando o Estado com uma opção de venda de até 34% do capital remanescente, ao adquirente na venda directa de referência, caso faça uma apreciação positiva do cumprimento das obrigações pelo mesmo assumidas no âmbito da reprivatização.

Ver comentários
Saber mais TAP Paulo Duarte Ministério da Economia TAP SGPS greve
Mais lidas
Outras Notícias