Aviação Público: TAP prometeu em 2007 recuperar investimento no Brasil em oito anos

Público: TAP prometeu em 2007 recuperar investimento no Brasil em oito anos

A companhia aérea escreveu uma carta, de que o Público dá conta na edição desta terça-feira, 1 de Março, foi escrita pelo presidente da Parpública da altura ao secretário de Estado do Tesouro e Finanças.
Público: TAP prometeu em 2007 recuperar investimento no Brasil em oito anos
Bruno simão
Negócios 01 de março de 2016 às 08:50

A TAP comprometeu-se a recuperar o investimento no Brasil num prazo de cinco a oito anos, quando avançou para a compra de 100% da unidade deficitária de manutenção do Brasil.


Segundo a edição do Público desta terça-feira, esta intenção foi demonstrada numa carta, nas mãos da Procuradoria-Geral da República (PGR), que está a investigar o negócio, sobretudo o prémio de quatro milhões pago à Geocapital, que tinha investido na VEM. A Geocapital, uma "holding" agregadora de investimentos detida pelo empresário macaense Stanley Ho, e que tem como administrador Diogo Lacerda Machado, antigo secretário de Estado da Justiça do então ministro da Justiça Antóno Costa (no governo de António Guterres) e que tem participado nas conversações, do lado do Governo, com o consórcio que venceu a privatização da TAP, recorda o jornal.   


A carta foi escrita pelo presidente da Parpública em 2007, José Plácido Pires, ao secretário de Estado do Tesouro e Finanças, Carlos Costa Pina, à procura da autorização para a compra da VEM. Entre os vários argumentos apresentados para levar a cabo a aquisição está precisamente a recuperação do investimento "num prazo razoável, ou seja, e segundo a administração da TAP, em cerca de cinco a oito anos".


Até 2014, a VEM acumulou prejuízos de 300 milhões de euros.

Costa Pina disse depois que não tinha dado autorização para o negócio avançar. Em resposta à carta, pediu mais elementos sobre o negócio e fez referência ao prémio da Geocapital. 




pub

Marketing Automation certified by E-GOI