Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Voo da TAP para Boston até teve "mãozinha" de embaixador

Fernando Pinto revelou que os novos voos diários para Boston estão já com uma taxa de ocupação acima dos 90% para as próximas semanas, havendo voos já com 96%. As novas rotas para Nova Iorque estão a seguir o mesmo caminho.

Bruno Simão
Sara Ribeiro sararibeiro@negocios.pt 12 de Junho de 2016 às 16:04
"Cheerleaders", jogadores de futebol americano e até uma "mãozinha" do embaixador norte-americano em Portugal marcaram a inauguração oficial dos novos voos diários a partir de Lisboa para Boston no sábado, 11 de Junho.
"Estamos a assistir a uma grande mudança hoje", disse Fernando Pinto, CEO da TAP, no discurso da inauguração da rota, que marca o regresso das ligações da companhia aérea a Boston. 
"Estamos muito contentes por voltar a Boston passados quase 20 anos", acrescentou. Um objectivo alcançado graças ao acordo com a norte-americana JetBlue, fundada por David Neeleman: "Está a ajudar-nos imenso" nestes primeiros passos do reforço dos voos da TAP para os EUA.
Fernando Pinto revelou ainda que a TAP ja tem uma taxa média de ocupação de 90% para as próximas semanas. E o voo inaugural esteve "praticamente cheio". "O que demonstra que o voo arranca com grande sucesso", sublinhou, depois da actuação no aeroporto de Lisboa de um grupo de "cheerleaders" acompanhadas por jogadores de futebol americano, que convidava os passageiros a entrarem no espírito "americano".
O embaixador norte-americano em Portugal, Robert Sherman, também fez questão de marcar presença nesta "ocasião histórica". Até porque, "a embaixada dos EUA esteve envolvida no lançamento das novas rotas". "Portugal é um mercado importante para os EUA", realçou, e estas novas rotas podem impulsionar o investimento deste mercado em terras lusas, sustentou.
Mas o contributo de Sherman, natural do Massachusetts, não ficou por aqui. Antes de embarcar, o embaixador disse que iria ajudar os tripulantes durante o voo. Uma promessa que não ficou por cumprir.
Depois de quase sete horas de voo, o embaixador ajudou as comissárias de bordo a servir a segunda refeição aos passageiros. Enquanto ia servindo o lanche, aproveitou para perguntar como estava a ser a experiência de voar num dos dois novos aviões da TAP de longo curso.



"Toda a gente respondeu que estava a ser excelente", contou Sherman quando aterrou em Boston, acrescentando que quer tornar a dar uma "mãozinha" à tripulação da TAP no voo de regresso a Lisboa.
A partir de 1 de Julho a TAP vai começar a realizar voos diários também para Nova Iorque, no âmbito da parceria com a JetBlue. Questionado sobre as expectativas destas rotas, Fernando Pinto comentou que a procura está a seguir a mesma tendência de Boston.
No que toca ao acordo assinado com o Governo a 20 de Maio, em que o Estado fica com 50% em vez dos anteriores 34% previstos no caderno de encargos inicial da privatização, o presidente da TAP comentou apenas que o processo de notificação aos reguladores está no curso normal.
Em breve a TAP deverá notificar a ANAC e a AdC do novo processo e começar a negociar a reestruturação da dívida bancária, uma das exigências para a conclusão do processo.
Neste campo, Fernando Pinto adiantou apenas que ainda não começaram a negociar com os bancos."Ainda estamos a escolher o assessor financeiro" para liderar o processo, disse.

"A jornalista viajou para Boston a convite da TAP
Ver comentários
Saber mais TAP Fernando Pinto David Neeleman
Outras Notícias
Publicidade
C•Studio