Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

ACP diz que segurança vai piorar com o projecto para a 2ª circular

A escolha paisagística das árvores também é motivo de preocupação para o Automóvel Club de Portugal, que garante que a redução do limite de velocidade não vai ter impacto na segurança.

Negócios 28 de Janeiro de 2016 às 13:34
  • Assine já 1€/1 mês
  • 8
  • ...

O Automóvel Club de Portugal (ACP), num parecer sobre o projecto da Câmara Municipal de Lisboa para a 2ª Circular, considera que "a segurança vai piorar substancialmente para quem percorre aquela via".

Desde logo, aponta a substituição das actuais barreiras metálicas por um lancil de passeio que "não consegue parar nenhuma viatura", o que significará que "o atravessamento da via, em caso de acidente, é mais que certo".

O ACP chama ainda a atenção de que se hoje não há peões a atravessarem a 2ª Circular, "com passeios laterais e uma plataforma no meio", os peões "vão mais facilmente arriscar a travessia".


Também a escolha paisagística das árvores que substituirão as barreiras metálicas preocupa a entidade, já que, assinala, tratam-se de árvores que "podem atingir os 25 a 30 metros de altura, de folha caduca e cujos frutos são comestíveis".


"Esta escolha traz logo à partida problemas", diz o ACP, alertando que "a queda da folhagem cobre as vias de rodagem (transformando-as em vias rápidas de despiste), entope as sarjetas e os frutos serão autênticas cantinas para milhares de pássaros".

O clube liderado por Carlos Barbosa (na foto) considera ainda, no seu parecer, que o limite de velocidade para 60 km/hora "não vai ter qualquer impacto na segurança".


No seu parecer, a entidade elenca um conjunto de intervenções viárias na cidade de Lisboa, considerando que "sem essas obras, consideradas essenciais ao desvio de tráfego da 2ª Circular através da Radial de Benfica e do Eixo Norte Sul, é impossível reduzir em 20% o tráfego que hoje circula na 2ª Circular".


O ACP chama ainda a atenção de que o estudo não considera o crescimento do tráfego associado ao aumento do número de passageiros no aeroporto da Portela nem o aumento do número de trabalhadores na zona do aeroporto.

O Automóvel Club de Portugal junta-se assim ao coro de vozes que têm criticado o projecto da Câmara de Lisboa.

Ver comentários
Saber mais Automóvel Club de Portugal 2ª Circular Câmara de Lisboa
Mais lidas
Outras Notícias