Transportes ANAC informada da intenção de lançamento da rota China-Portugal

ANAC informada da intenção de lançamento da rota China-Portugal

O regulador da aviação civil já foi informado pelo seu congénere chinês da intenção da Capital Airlines passar a operar voos directos Portugal-China, mas ainda não recebeu o pedido de autorização desta companhia.
ANAC informada da intenção de lançamento da rota China-Portugal
Sara Matos/Negócios
Maria João Babo 30 de maio de 2016 às 19:24

A Autoridade Nacional da Aviação Civil (ANAC) já teve conhecimento pela sua congénere chinesa da intenção de a Capital Airlines, transportadora detida pelo Grupo Hainan Airlines (HNA) – accionista do consórcio Gateway Atlantic –, passar no final deste ano a operar voos directos entre a China e Portugal, mas ainda não recebeu o pedido de autorização por parte da companhia aérea.

 

"A ANAC recebeu comunicação da sua congénere chinesa, dando conta da intenção de uma transportadora aérea chinesa iniciar, no final do ano, a exploração de serviços aéreos regulares na rota Hangzhou – Pequim – Lisboa, com duas frequências semanais", disse ao Negócios fonte oficial do regulador, que tem de aprovar esta ligação.

No entanto, o regulador da aviação civil português "ainda não recebeu qualquer pedido de autorização da companhia aérea para a exploração da referida rota", acrescentou a mesma fonte da ANAC.

 

A Capital Airlines quer expandir as suas operações na Europa e já pediu autorização à Autoridade de Aviação Civil da China para lançar o primeiro voo directo entre aquele país e Portugal, de acordo com uma notícia avançada esta segunda-feira pelo Travel Daily, com base nas informações publicadas pela Autoridade de Aviação Civil no seu site, que confirmam a recepção da proposta.

A transportadora Capital Airlines quer voar de Hangzhou, na província chinesa de Zhejiang, para Lisboa, via Pequim, duas vezes por semana.

Se for aprovada, a nova rota será lançada em Dezembro deste ano, tornando-se na primeira ligação directa entre a China e Portugal. O voo será feito por um Airbus A330, com 33 lugares na classe executiva e 178 na económica.

 

 




pub

Marketing Automation certified by E-GOI