Transportes Câmara de Lisboa quer 130 lugares de estacionamento para "car sharing"

Câmara de Lisboa quer 130 lugares de estacionamento para "car sharing"

A Câmara Municipal de Lisboa pretende reforçar o número de lugares de estacionamento reservado para automóveis dos serviços de "car sharing".
Câmara de Lisboa quer 130 lugares de estacionamento para "car sharing"
Pedro Curvelo 15 de março de 2019 às 12:48

O vereador da Mobilidade, Miguel Gaspar, revelou esta sexta-feira, 15 de março, que já autorizou a criação de mais 40 lugares de estacionamento para estes veículos, a somar aos 21 que atualmente existem.

 

"E estamos a estudar com a EMEL criar mais 70 até ao final do ano", acrescentou o responsável, que falava numa conferência sobre mobilidade organizada pela Emov, empresa de "car sharing" do grupo PSA.

 

Estes lugares serão de uso misto, podendo ser utilizados durante a noite para serviços de logística urbana, explicou, adiantando que os lugares a criar serão em zonas centrais da cidade.

Atualmente, as duas empresas de serviços de carros partilhados que operam em Lisboa, a DriveNow e a Emov, somam 360 veículos.

Durante a sua intervenção na conferência, Miguel Gaspar sublinhou que é imperativo reduzir a dependência do automóvel e defendeu que "em Lisboa, o futuro da mobilidade está a acontecer hoje. Todas as grandes tendências nesta área já estão na cidade".

EMEL vai instalar postos de carregamento rápido

A EMEL - Empresa Municipal de Mobilidade e Estacionamento de Lisboa vai instalar este ano três postos de carregamento rápido para veículos elétricos, anunciou também o vereador.

Estes postos irão contar cada um com sete a oito pontos de carregamento, detalhou o responsável.

Existe também a intenção de "abrir o backoffice da EMEL e dos transportes públicos", referiu o vereador. A ideia é que "qualquer entidade possa vender títulos de transporte", defendeu.

Miguel Gaspar não poupou elogios à medida do Governo de redução do tarifário dos transportes públicos, considerando-a "uma das medidas mais importantes desta governação". "A partir de abril pode-se utilizar toda a rede de transportes públicos na Área Metropolitana de Lisboa por apenas 40 euros. É uma medida de grande impacto", frisou.


(Notícia atualizada às 13:40 com mais informação)




pub

Marketing Automation certified by E-GOI