Transportes Europa investe 68 milhões na linha ferroviária do Minho

Europa investe 68 milhões na linha ferroviária do Minho

O projeto para a renovação da linha que liga Nine a Valença vai contar com 68 milhões de euros provenientes de fundos europeus. Esta é a segunda fase de um projeto mais alargado e que representa um investimento de 125 milhões.
Europa investe 68 milhões na linha ferroviária do Minho
Ana Batalha Oliveira 01 de agosto de 2019 às 11:59

O fundo de Coesão europeu vai investir quase 68 milhões de euros para obras de melhoria na linha ferroviária do Minho, lê-se na página da Comissão Europeia.

O troço a ser renovado estende-se por 92 quilómetros, pertencentes à linha que liga Nine a Valença. Os planos incluem a eletrificação da linha e a construção de quatro estações: Midões, Barroselas, Carreço e Carvalha.

O projeto vai permitir maior "conforto, segurança e fiabilidade da linha", para além de vir a reduzir o tempo de viagem dos comboios internacionais em 10 minutos. Contribuirá ainda para o desenvolvimento do transporte intermodal ao ligar pontos como o Porto de Leixões, o Aeroporto Francisco Sá Carneiro e alguns pontos de logística.

"Para além de promover a transição para um transporte mais amigo do ambiente, os passageiros e negócios vão tirar proveito de melhores conexões com a região espanhola da Galiza, assim como de maior mobilidade na área do Porto", sublinha o comissário europeu da Investigação, Ciência e Inovação, Carlos Moedas (na foto).

A quantia é concedida no âmbito de uma segunda fase de um projeto de coesão que implica o investimento de um total de 125 milhões de euros.




pub

Marketing Automation certified by E-GOI