Empresas Governo sem decisões para a introdução de novas portagens

Governo sem decisões para a introdução de novas portagens

Fonte da secretaria de Estado das Obras Públicas disse que "não há nenhuma decisão tomada a propósito deste assunto".
Lusa 13 de outubro de 2011 às 11:56
O Governo admitiu hoje estar a estudar várias hipóteses para financiar a empresa Estradas de Portugal, adiantando que "não há ainda nenhuma decisão tomada" sobre a introdução de novas portagens em alguns lanços de auto-estrada.

O jornal Público noticia hoje que o Governo planeia, além das portagens nas SCUT (auto-estradas sem custos para os utilizadores), cobrar lanços de auto-estrada junto a Lisboa e Porto como os casos dos troços que ligam o Porto a Valença (A3) e a Amarante (A4), e ainda nos sublanços entre Sacavém e Alverca (A1) e entre a Ponte 25 de Abril e o Fogueteiro.

Contactada pela agência Lusa, fonte da secretaria de Estado das Obras Públicas disse que "não há nenhuma decisão tomada a propósito deste assunto".

Sem confirmar esta hipótese avançada pelo jornal, a mesma fonte limitou-se a dizer que "estão colocadas em cima da mesa várias hipóteses com o objectivo de financiar a Estradas de Portugal".




Marketing Automation certified by E-GOI