Transportes Luxemburgo quer ter transportes públicos gratuitos a partir de 2020

Luxemburgo quer ter transportes públicos gratuitos a partir de 2020

A ideia é privilegiar o ambiente e resolver os problemas de trânsito que o país enfrenta e que estão entre os piores do mundo, segundo o The Guardian.
Luxemburgo quer ter transportes públicos gratuitos a partir de 2020
Negócios 06 de dezembro de 2018 às 11:23

Luxemburgo quer ser o primeiro país do mundo a disponibilizar de forma gratuita todos os transportes públicos e a partir de 2020 os passageiros deverão deixar de pagar para andar de autocarro, comboios ou eléctricos. Esta será uma medida do Governo liderado por Xavier Bettel que esta quarta-feira tomou posse, escreve o jornal inglês The Guardian. 

Durante a campanha eleitoral, Bettel elegeu o ambiente como prioridade mas, além da medida da gratuitidade dos transportes públicos tem também em cima da mesa medidas como a introdução de dois novos feriados ou a legalização da canábis, acrescenta o jornal.

A cidade do Luxemburgo, capital do Grão-Ducado, sofre de alguns dos piores congestionamentos de trânsito do mundo com estudos a concluir que em 2016 os condutores perderam em média 33 horas em engarrafamentos. Ali vivem 110 mil pessoas, mas todos os dias outras 400 mil entram para trabalhar. 

No total, o país não ultrapassa os 600 mil habitantes, mas recebe cerca de 200 mil pessoas que vêm das vizinhas França, Alemanha ou Bélgica para ali trabalhar.

As preocupações ambientais e com os transportes não são de agora. Crianças e jovens até aos 20 anos já não pagam nada nos transportes públicos e os estudantes têm transporte até às escolas. No geral, os passageiros pagam dois euros por percursos até duas horas o que, sendo o país pequeno, abrange quase todos os trajectos.  

(notícia corrigida a 7 de Dezembro alterando data de entrada em vigor de medida)




Saber mais e Alertas
pub