Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Ministro da Economia desdramatiza adiamento da eleição dos novos órgãos sociais da Metro do Porto

O ministro da Economia desdramatizou o adiamento da eleição dos novos corpos sociais da Metro do Porto e considerou que o consenso necessário para a escolha dos nomes será alcançado até à próxima Assembleia Geral.

Lusa 01 de Julho de 2012 às 17:20
  • Partilhar artigo
  • ...
"Não há nada de dramático, ontem não estavam reunidas as condições necessárias para se chegar a um consenso", disse Álvaro Santos Pereira aos jornalistas, à margem de uma visita à Feira Internacional de Artesanato (FIA).

A assembleia-geral da Metro do Porto, foi marcada para sexta-feira passada com o objectivo de eleger os novos órgãos sociais mas foi suspensa por 15 dias, devido à ausência do representante do Estado, mantendo-se Ricardo Fonseca na presidência.

Isto ocorreu horas depois de a Junta Metropolitana do Porto ter aprovado o nome de João Velez de Carvalho, proposto pelo Governo, para a presidência do conselho de administração daquela empresa.

O presidente da Junta Metropolitana do Porto, Rui Rio, disse à agência Lusa que houve "interferências" de membros do Governo na tentativa de eleição da nova administração da Metro do Porto para "politicamente fragilizar mais o ministro da Economia".

O ministro da economia escusou-se a comentar as declarações de Rui Rio e salientou a importância da restruturação que está ser feita no sector dos transportes, que permitiu reduzir os custos operacionais desde o ano passado.

"Por isso estamos a apostar numa meta histórica: atingir o equilíbrio operacional no final deste ano", disse Santos Pereira.

O actual conselho de administração da Metro do Porto, cujo mandato terminou em Dezembro de 2010, pediu a demissão em bloco em finais de Maio, com efeitos a partir do fim deste mês, por não terem sido nomeados os novos órgãos sociais.

Ver comentários
Saber mais Metro do Porto Ministro da Economia
Outras Notícias