Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Mota e BES investem 126 milhões para reforçar nas concessionárias de auto-estradas

Operação pode representar aumento de 5% nos lucros da Mota-Engil no próximo ano, de acordo com as estimativas do BPI.

Nuno Carregueiro nc@negocios.pt 14 de Dezembro de 2010 às 11:22
  • Assine já 1€/1 mês
  • 2
  • ...
A Ascendi, empresa controlada pela Mota-Engil e Banco Espírito Santo, investiu 126 milhões de euros no reforço de posição em quatro auto-estradas, tendo adquirido as oposições accionistas da brasileira Odebrecht.

Em comunicado, a Mota-Engil adianta que esta operação insere-se na reorganização da Ascendi Group. Esta empresa concentrando juridicamente as participações da Mota e do BES na área das concessões de transportes, sendo que “o processo de concentração, que se encontra em curso, é bastante complexo e moroso (…) pelo que só deverá estar concluído durante o próximo ano”, refere a Mota em comunicado.

A Ascendi comprou 13,87% da Ascendi Norte, 14,23% da Ascendi Costa da prata, 14,23% da Ascendi Beiras Litoral e Alta e 14,23% da Ascendi Grande Porto, tendo também adquirido as respectivas prestações acessórias de capital detidas pelo Grupo Odebrecht.

Com esta operação, a empresa detida pelo BES e Mota passou a deter 80,2% da Ascendi Costa da Prata, Ascendi Beiras Litoral e Alta e Ascendi Grande Porto e 74,87% da Ascendi Norte.

No comentário a esta operação, os analistas do BPI referem que a notícia traz “sentimentos mistos”, salientando que “não sabemos se a Ascendi, por si só, tem a capacidade financeira para suportar esta aquisição, ou se ir+a necessitar de uma injecção de capital dos seus accionistas”.

Neste caso, a participação da Mota-Engil seria de 75,6 milhões de euros, de acordo com os cálculos do BPI, que estima que a operação tenha um impacto positivo de 3,5 milhões de euros nos lucros da Mota em 2011 e de 3,1 milhões de euros em 2012. Estes valores representam um impacto de 5,4% e 4,1%, respectivamente.

As acções da Mota-Engil seguem a cair 0,21% para 1,907 euros.

Ver comentários
Saber mais Mota BES auto-estradas
Mais lidas
Outras Notícias