Transportes Novos passes levam a aumento de passageiros nos metros de Lisboa e Porto

Novos passes levam a aumento de passageiros nos metros de Lisboa e Porto

No segundo trimestre, o metro de Lisboa aumentou o número de passageiro em 6,5% e o do Porto em 10,7%, de acordo com o INE.
Novos passes levam a aumento de passageiros nos metros de Lisboa e Porto
Nuno Fonseca/Movephoto
Sara Ribeiro 12 de setembro de 2019 às 11:39

O passe único levou ao aumento em 8,5% do número de passageiros transportados pelos metros de Lisboa e Porto no segundo trimestre, segundo os dados do Instituto Nacional de estatística (INE). No total, foram transportados 68,2 milhões de passageiros, mantendo a evolução positiva que manteve o transporte por metropolitano tem mantido desde 2014, como sublinha o gabinete de estatística.

"O Metro de Lisboa transportou 46,1 milhões de passageiros (+6,5%), o Metro do Porto 18,1 milhões (+10,7%) e o Metro Sul do Tejo 4,0 milhões (+25,2%), com variações sob efeito do novo sistema tarifário", segundo os dados divulgados esta quinta-feira, 12 de setembro.

O transporte ferroviário também viu o número de passageiros a aumentar devido ao novo sistema do passe único. De abril a junho, registou-se um total de 43,1 milhões de passageiros transportados por via ferroviária, sendo que 89,9% do total (38,8 milhões) correspondeu a tráfego suburbano, vigorando já o novo sistema de passes nas Áreas Metropolitanas do Porto e de Lisboa".

Por sua vez, o movimento de passageiro nos aeroportos portugueses atingiu 16,7 milhões no segundo trimestre, o que representa um aumento de 7,8% face ao mesmo período do ano passado. De março a junho aterraram 62,8 mil aviões em voos comerciais, um aumento de 3,5%. Nos aeroportos do continente, o crescimento foi de 4,1% e nos Açores de 4,8%. Já a Madeira registou um decréscimo de 5,9%.

O transporte fluvial de passageiros seguiu a mesma tendência com um crescimento de 8,3%.

Pelo contrário, com exceção do transporte aéreo com um aumento de 9,1%, "verificaram-se reduções na movimentação de mercadorias em vários modos de transporte: -8,1% nos portos marítimos nacionais, -16,2% por ferrovia e -2,8% por via rodoviária", detalha o INE.

(Notícia atualizada às 11H45)




Marketing Automation certified by E-GOI