Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Procura na CP já supera primeiro trimestre de 2019

A empresa transportou mais de 32 milhões de passageiros até março, superando o período homólogo de 2019. Mas as receitas provenientes do tráfego não acompanham essa tendência, ficando 28% abaixo de há três anos.

Apesar da redução das queixas em cerca de metade, a CP continua a ser o operador mais visado pelos passageiros.
Bruno Colaço
  • Partilhar artigo
  • 2
  • ...
O aumento na procura, "transversal a todos os serviços", atingiu os 3% no primeiro trimestre do ano, comparando com o período homólogo de 2019, anunciou a CP em comunicado. E face ao mesmo período do ano anterior — marcado pelo confinamento — mais do que duplicou (104%).

No total, foram 32 milhões de passageiros transportados. "É no transporte de longo curso que o aumento da procura é mais acentuado, tendo o Alfa Pendular registado a recuperação mais significativa com 338 mil passageiros transportados, um aumento de 440%" face a 2021.

Já o serviço Intercidades, que "registou um incremento menor, mas igualmente positivo", teve um aumento de 145%, o que corresponde a 678 mil passageiros.

"Os serviços urbanos também registaram um aumento significativo na procura face ao primeiro trimestre de 2021, tendo sido transportados nos Comboios Urbanos de Lisboa 24 milhões de passageiros (mais 95%); 4,7 milhões de passageiros nos Comboios Urbanos do Porto (aumento da procura em 130%) e nos Comboios Urbanos de Coimbra com um total de 202 mil passageiros (mais 115%)", afirma a CP.

Uma tendência que é igualmente sentida nos comboios regionais: "Ao transportar 2,3 milhões de passageiros, contribuíram para um aumento da procura em 128%".

"A CP acredita que o regresso progressivo ao trabalho presencial contribuiu para este aumento de passageiros, mas também a melhoria e o alargamento dos serviços prestados pela CP, assim como uma maior consciencialização da população para a utilização do comboio enquanto meio de transporte seguro, rápido e ecologicamente sustentável", refere a empresa.

No entanto, apesar desta procura, os proveitos de tráfego ainda ficam "28% abaixo dos obtidos no primeiro trimestre de 2019".
Ver comentários
Saber mais CP comboios transportes públicos
Outras Notícias