Transportes Rui Moreira e o passe único: "Os pais da ideia não sei, mas os pais da criança são o Governo e os autarcas"

Rui Moreira e o passe único: "Os pais da ideia não sei, mas os pais da criança são o Governo e os autarcas"

O presidente da Câmara Municipal do Porto respondeu às críticas de quem acusou a medida da redução dos passes de transporte nas áreas metropolitanas de Lisboa e Porto de ser eleitoralista e quem a reclama para si.
Rui Neves Cláudia Brandão 29 de março de 2019 às 12:45

Rui Moreira respondeu às críticas de quem acusou a medida da redução dos passes de transporte nas áreas metropolitanas de Lisboa e Porto de ser eleitoralista e quem a reclama para si.

 

Rui Moreira falava esta sexta-feira, 29 de março, no Porto, na cerimónia de assinatura do contrato do Programa de Apoio à Redução do Tarifário dos Transportes Públicos (PART) entre o Estado e a Área Metropolitana do Porto (AMP).

 

Em tom irónico, o autarca portuense reconheceu que a medida não é nova, mas que "temos que reconhecer o que outros fizeram bem". "Os pais da ideia não sei, mas os pais da criança são estes: o Governo e os autarcas das áreas metropolitanas", afirmou, acrescentando que "nada tenho a opor que tanta gente queira ser padrinho ou madrinha".

 

No mesmo sentido, Eduardo Vitor Rodrigues, presidente do Conselho Metropolitano do Porto lança que "o trabalho, quando surte efeito, irrita".

 

Para Rui Moreira, o foco deve ser dado à medida "muito importante na justiça social", mas também na responsabilidade que atribui às autarquias em matérias de mobilidade.

 

Sobre as diferenças de valores atribuídos, o autarca acredita que "tratar igual o que é diferente não é justiça". Para a AMP, converge a segunda maior fatia do orçamento desta medida, depois da Área Metropolitana de Lisboa, no valor de 15,4 milhões de euros.

 

No total, serão investidos 116 milhões de euros, 104 milhões do Fundo Ambiental e os restantes 12 milhões vindos das autarquias.




pub

Marketing Automation certified by E-GOI