Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Seis mil táxis param Lisboa na próxima segunda-feira. Conheça o percurso

A Associação Nacional dos Transportadores Rodoviários em Automóveis Ligeiros (ANTRAL) e aa Federação Portuguesa do Táxi (FPT) já fizeram saber, em comunicado conjunto, qual o percurso da manifestação dos taxistas no dia 10 de Outubro.

Bruno Simão
Negócios 04 de Outubro de 2016 às 19:52
  • Assine já 1€/1 mês
  • 55
  • ...

Na próxima segunda-feira, 10 de Outubro, realiza-se uma concentração nacional do sector do táxi em Lisboa, como forma de protesto contra o "transporte ilegal de passageiros" que consideram que é feito por plataformas como a Uber, Cabify, "clandestinos e outros".

Trata-se da segunda grande concentração deste ano, na capital, depois de a 29 de Abril ter sido realizada uma primeira marcha lenta de protesto que concentrou cerca de 5.000 táxis em Lisboa.

 

A concentração ocorrerá pelas 07:00, na zona norte do Parque das Nações, seguindo-se um desfile, em marcha lenta, até à Assembleia da República, refere o comunicado da ANTRAL e da FPT.

 

O percurso será o seguinte: saída da Expo, pelas 08:30, em direcção à Praça José Queirós, Avenida Dr. Francisco Luís Gomes, Av. de Berlim, passagem pelo aeroporto, Rotunda do Relógio, Av. Almirante Gago Coutinho, Av. Estados Unidos da América, Campo Grande, Av. da República, Saldanha, Marquês de Pombal, Restauradores, Rossio, Rua do Ouro, Rua do Arsenal, Cais do Sodré, Av. 24 de Julho, Rua D. Carlos I, Rua de São Bento, "onde permanecerão concentrados, em frente à Assembleia da República, até que a direcção decida pôr fim à concentração".

 

Intitulada de "Todos a Lisboa", esta nova concentração de taxistas, para contestar a actividade de plataformas que consideram ilegais, poderá durar "um, dois, três, quatro, cinco dias, uma semana, é o tempo que for necessário", afirmou à agência Lusa, no passado dia 22 de Setembro, o presidente da ANTRAL, Florêncio de Almeida, acrescentando que vão "montar barracas para acampar se for necessário".

 

Ao Expresso, o presidente da Federação Portuguesa do Táxi, Carlos Simões Ramos, disse entretanto que o protesto irá "durar o tempo que for preciso". "Por isso, apelamos para que os nossos colegas tragam uma manta para poderem passar a noite em Lisboa, se for necessário", disse ao semanário.

 

"Queremos que 50% dos 12 mil táxis licenciados em Portugal acorram ao protesto marcado para Lisboa e acreditamos que vamos ter 6.000 carros a participar na manifestação", acrescentou o líder associativo ao Expresso.

Ver comentários
Saber mais Parque das Nações ANTRAL Assembleia da República Saldanha Av. Estados Unidos da América Av. de Berlim Saldanha Rua do Ouro Marquês de Pombal Carlos Simões Ramos Florêncio de Almeida taxi Uber Cabify
Mais lidas
Outras Notícias