Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Sérgio Monteiro: "Preocupa-me pouco o feedback dos operadores"

O secretário de Estado dos Transportes diz que o concurso para as concessões dos transportes públicos não está a ser feito à medida de os privados concorrerem ou não.

Miguel Baltazar/Negócios
Maria João Babo mbabo@negocios.pt 02 de Outubro de 2014 às 16:29

O secretário de Estado dos Transportes, Sérgio Monteiro, afirmou esta quinta-feira, 2 de Outubro, no Parlamento que o Governo não está a fazer concursos para a concessão do serviço público de transporte de Lisboa e Porto "à medida dos operadores concorrerem ou não", mas "de salvaguarda do interesse patrimonial do Estado".

 

"Preocupa-me pouco o ‘feedback’ dos operadores, seja directo ou através dos jornais", disse o governante, no debate de urgência requerido pelo PCP sobre política de transportes.

 

Sérgio Monteiro adiantou ainda que, de acordo com as regras do concurso já ajustado do erro que existia – ou seja, contando os 2,9 milhões de euros por ano - , "cada quilómetro no caso da STCP passará a custar, entre pagamento fixo e receita comercial, 2,24 euros por quilómetro como valor máximo".

 

Um valor que o secretário de Estado comparou com o custo actual da prestação desse serviço, de 2,49 euros por quilómetro, assim como com o custo em 2010, em que o serviço prestado directamente pela STCP tinha um custo de 3,01 euros por quilómetro.

 

Para Sérgio Monteiro, o valor máximo do concurso, 2,24 euros, "é defesa do interesse patrimonial do Estado", e será esse "o custo máximo que colocaremos na revisão a concurso".

 

O responsável garantiu ainda, relativamente aos concursos de concessão da STCP e Metro do Porto, que "o serviço que será prestado a 1 de Janeiro de 2015 é igual ao de 31 de Dezembro de 2014", em termos de serviço público, frequências e carreiras.

 

Quanto aos trabalhadores dessas empresas, disse, "são transferidos para a concessão mantendo o vínculo laboral à empresa".

Ver comentários
Saber mais Sérgio Monteiro secretário de Estado dos Transportes Parlamento transportes
Outras Notícias
Publicidade
C•Studio