Aviação TAP abre três novas rotas para o continente americano

TAP abre três novas rotas para o continente americano

Maceió, Montreal e Boston, a partir de Ponta Delgada, são as ligações que a companhia portuguesa irá abrir em 2020. América do Norte iguala o Brasil em número de destinos servidos pela TAP.
TAP abre três novas rotas para o continente americano
D.R.
Celso Filipe 19 de novembro de 2019 às 13:05

A TAP vai lançar três novas rotas no próximo ano, duas para a América do Norte e uma para o Brasil. No primeiro caso, a transportadora irá inaugurar as ligações Lisboa-Montreal e Ponta Delgada-Boston. Quanto ao Brasil, Maceió será o próximo destino da companhia portuguesa.

Com estas três rotas, a TAP cumpre um dos objetivos estratégicos traçados pela administração, o de construir um Brasil na América do Norte. Ou seja, a partir de 2020, a TAP passará a ter igual número de ligações para estes dois destinos, 11 em cada um dos casos.

Relativamente à rota Ponta Delgada-Boston, a TAP poderá também beneficiar do facto de a Delta Airlines ter anunciado que vai abandonar a ligação Ponta Delgada-Nova Iorque a partir do próximo ano.

Todas estas ligações serão asseguradas pelos novos aviões A321LR. Uma circunstância que, segundo explica a companhia em comunicado, permitirá também "aumentar as frequências para as cidades de Natal e Belém [Brasil], crescendo de três para cinco voos por semana para cada um dos destinos e explorar um novo mercado no Brasil".


"Com a inauguração destas novas rotas, a TAP passa assim de três rotas, em 2015, para 11, com destino à América do Norte, o mesmo número que o Brasil. Este é mais um passo importante no plano de diversificação e expansão da rede da companhia, que reforça a sua exposição a novos e menos voláteis mercados", afirma o CEO da TAP, Antonoaldo Neves, no referido comunicado.

Assim, a partir de 2020, a TAP irá operar 82 frequências semanais no mercado norte-americano, um crescimento significativo face às 16 que oferecia em 2015, ano em que se realizou a privatização da companhia. A par disso terá duas rotas diretas para Boston, uma a partir de Lisboa e outra de Ponta Delgada, cidade norte-americana que é o "hub" da JetBlue, parceira da TAP, potenciando desta forma a possibilidade de a companhia portuguesa transportar mais passageiros provenientes de vários pontos dos Estados Unidos. 

TAP com o mesmo rating da American Airlines

Na segunda-feira, a Standard & Poor's fixou o rating da TAP em "BB-" (três patamares abaixo do nível considerado "lixo, com oulook estável), uma classificação igual à atribuída a companhias como a American Airlines e a LATAM e acima do rating "B+" de transportadoras como a brasileira Azul, a sul-africana SAS e a Turkish Arlines.

Os resultados dos últimos nove meses, também revelados na segunda-feira, mostram que a companhia registou um prejuízo de 111 milhões de euros "essencialmente devido a variações cambiais sem impacto na tesouraria". Sem este efeito, o lucro líquido consolidado do grupo seria de 61 milhões de euros.

Os resultados dos primeiros nove meses de 2019 mostram uma melhoria da margem operacional (EBIT em percentagem das receitas), a qual se situou em 129 milhões de euros, ou seja 12,2%, mais 1,1 ponto percentual do que nos primeiros nove meses de 2018. Esta margem operacional é superior às registadas em igual período pela Lufthansa (11,6%) e Air France (11,7%).




pub

Marketing Automation certified by E-GOI