Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Algarve prevê crescimento de 5% de turistas britânicos perante desvalorização do euro

A desvalorização do euro face ao dólar e à libra esterlina poderá representar uma oportunidade para a região, acreditam os hoteleiros algarvios. Também a queda do preço do petróleo ajuda neste cenário.

Miguel Baltazar/Negócios
Wilson Ledo wilsonledo@negocios.pt 13 de Março de 2015 às 15:32
  • Assine já 1€/1 mês
  • 3
  • ...

A Associação dos Hotéis e Empreendimentos Turísticos do Algarve (AHETA) estima que o fluxo do turismo do Reino Unido possa crescer 5% e o fluxo de turismo interno outros 6% caso se mantenha o cenário de desvalorização do euro e a tendência de queda do preço do petróleo.

 

"Um dos factores que mais contribuiu para a perda de competitividade do turismo do Algarve resultou da adesão do nosso País ao euro e, sobretudo, do facto da moeda europeia ter continuado a valorizar-se ao longo dos anos face ao dólar e à libra esterlina", recorda a associação.

 

Agora, e na sequência da queda da cotação do euro motivada pela política do Banco Central Europeu, a AHETA acredita que esse cenário vai "reflectir-se no aumento da procura externa", com destaque para o Reino Unido. Também a procura interna, perante os preços que se tornam mais caros noutros destinos, reforçará essa perspectiva de crescimento.

 

"O facto de o preço do petróleo ter caído cerca de 50% nos últimos meses, tem reflexos directos no custo dos combustíveis e, por essa via, na factura do transporte aéreo", incrementando assim a procura, acrescenta a associação.

 

A AHETA defende que os operadores deverão aproveitar este cenário para reforçar as acções de promoção e divulgação junto dos principais mercados emissores.

Ver comentários
Saber mais Associação dos Hotéis e Empreendimentos Turísticos do Algarve AHETA Algarve economia negócios e finanças macroeconomia associações empresariais turismo lazer hotelaria
Outras Notícias