Turismo & Lazer Há cada vez mais turistas em Portugal

Há cada vez mais turistas em Portugal

Os números do INE mostram que o sector da hotelaria registou, em Fevereiro, 2,6 milhões de dormidas e 989,9 mil hóspedes. O mercado externo foi o que mais pesou neste desempenho.
Há cada vez mais turistas em Portugal
Miguel Baltazar/Negócios
Alexandra Noronha 15 de abril de 2016 às 13:01

O turismo continua em crescimento em Portugal tendo atingido 989,9 mil hóspedes e 2,6 milhões de dormidas só no mês de Fevereiro, segundo os números do INE. Estes valores representam um aumento homólogo de 14,1% e 15,1% respectivamente, face às subidas de 9,4% e 10% em Janeiro.


O INE refere que "o crescimento das dormidas contou com o contributo do mercado interno (+11,3%) e, de forma mais expressiva, dos mercados externos (+16,8%) ". A estada média aumentou para 2,58 noites (+0,9%) e os proveitos totais cresceram 20,6%.


O principal mercado emissor para Portugal continua a ser o Reino Unido (22,2% do total), tendo crescido, em Fevereiro, 16,7%. Seguem-se os mercados alemão e o espanhol. Os doze principais mercadores emissores representaram 81% das dormidas, no mesmo período.


Os Açores têm registado uma subida assinalável de dormidas, com um aumento de 57,2%, "tal como o Algarve (+23,4%) e o Norte (+22,0%). A evolução das restantes regiões foi igualmente positiva. Lisboa foi o principal destino (27,2% do total de dormidas), seguida pelo Algarve (25,9%) e pela Madeira (18,1%). No Algarve, os estabelecimentos com antecipação de abertura sazonal em Fevereiro contribuíram com 19,9% para o acréscimo do número de dormidas", acrescenta o INE.


Os resultados preliminares para o tráfego aéreo apontam para que "os aeroportos de Porto e Faro tenham apresentado aumentos de tráfego acima de 20% em Fevereiro, tendo Ponta Delgada atingido um crescimento aproximado ao das dormidas".


Paralelamente, os proveitos totais no sector "fixaram-se em 118,6 milhões de euros e os de aposento em 81,2 milhões (+20,6% e +20,7%, respectivamente). Esta evolução traduziu-se numa aceleração face ao mês anterior (+13,5% e +15,6%)", referiu o INE.

A abertura de novos hotéis e outros espaços (assim como a existência de uma nova entidade a explorar as unidades) contribuíram em 37,8% para estes valores. "O rendimento médio por quarto disponível (RevPAR) foi 22,7 euros (+14,7%)", segundo o INE. 




pub

Marketing Automation certified by E-GOI