Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

CTP: primeiros sinais do Governo socialista para o turismo não foram positivos  

Francisco Calheiros não poupa críticas às medidas propostas pelo Executivo de António Costa, como a reversão do processo de privatização da TAP. A redução do IVA na restauração é a única a merecer aplauso.  

Miguel Baltazar/Negócios
Wilson Ledo wilsonledo@negocios.pt 05 de Dezembro de 2015 às 19:19
  • Assine já 1€/1 mês
  • 10
  • ...

O presidente da Confederação do Turismo Português (CTP), Francisco Calheiros, considerou que os primeiros sinais recebidos do novo Governo socialista não foram positivos.

 

"Estamos, como sempre estivemos, disponíveis para negociar com qualquer Governo. Embora, os primeiros sinais que tivemos deste Governo não tenham sido positivos", admitiu o responsável no encerramento do 41º Congresso da APAVT, que decorre no Algarve.

 

Entre esses sinais conta-se a intenção do Executivo liderado por António Costa de reverter o processo de privatização da TAP, para que o Estado volte a ter o controlo da empresa. O documento de venda de 61% do capital da empresa ao consórcio Atlantic Gateway, formando por Humberto Pedro e David Neeleman, foi assinado no passado dia 12 de Novembro.

 

"Queremos acreditar que, muito em breve, haverá uma correcção de rota" das opções políticas tomadas pelo Governo de António Costa para o sector do turismo, espera Calheiros. Na próxima semana, a CTP irá reunir-se com o novo primeiro-ministro.

 

Por agora, o único sinal "positivo" é a proposta de descida do IVA na restauração dos 23 para os 13%. "A CTP não deixará de lutar pelas causas que interessam ao sector. O sector do turismo tem poder. E vai exercê-lo", assegurou Francisco Calheiros.

 

Ver comentários
Saber mais Francisco Calheiros 41º Congresso da APAVT António Costa TAP presidente da Confederação do Turismo Português Governo de António Costa
Outras Notícias