Turismo & Lazer Estoril-Sol lucra 10,6 milhões e paga 38,5 cêntimos de dividendo

Estoril-Sol lucra 10,6 milhões e paga 38,5 cêntimos de dividendo

A Estoril-Sol lucrou, em 2017, um total de 10,6 milhões de euros, estando a propor pagar aos accionistas cerca de metade do valor em dividendos.
Estoril-Sol lucra 10,6 milhões e paga 38,5 cêntimos de dividendo
Bloomberg
Alexandra Machado 30 de abril de 2018 às 17:17

A Estoril-Sol lucrou, em 2017, depois de interesses minoritários, 10,67 milhões de euros, um crescimento de 62% face aos 6,5 milhões de 2016. Com isto, a empresa propõe pagar aos accionistas um dividendo total de 4,59 milhões de euros, o que atribui um valor por acção de 0,385 euros. 

A empresa, de Stanley Ho, reforça assim a remuneração accionista em 5 cêntimos, já que em 2017, pelo exercício de 2016, pagou 0,335 euros por acção.

A empresa atribui a melhoria dos lucros ao "crescimento das receitas de jogo, à optimização da estrutura de custos levada a cabo no decurso dos últimos anos e à redução da exposição bancária do grupo com a consequente redução dos encargos financeiros suportados".

De acordo com o relatório e contas divulgado esta segunda-feira, 30 de Abril, e que será votado na assembleia-geral de 30 de Maio, a Estoril-Sol teve receitas de jogo no total de 210,7 milhões de euros, mais 11,5% que em 2016, o que depois dos impostos especiais, dá uma receita líquida de 103,5 milhões de euros.

O casino de Lisboa é o que mais contribui para as receitas, totalizando 83,6 milhões (antes de impostos), ficando o Casino do Estoril nos 63,6 milhões de euros. O casino da Póvoa contribuiu com 44,5 milhões de euros de receitas de jogo, enquanto o jogo online já fez 19 milhões. 

Em 2017, a receita líquida total aumentou 11,9%. As restantes receitas, como restauração e animação, subiram 9% para 10,7 milhões de euros. 

Os custos operacionais atingiram 73,6 milhões de euros, mais 4,9% que em 2016, o que colocou o EBITDA com uma subida de 26,2% para 40,6 milhões de euros. 

Por casino, o da Póvoa continua em valorios negativos, tendo mesmo piorado o seu desempenho em 2017 face ao ano anterior. Também o jogo online ainda está com resultados negativos. 

O endividamento bancário foi reduzido em 2017, estando em cerca de 6 milhões de euros, uma redução de 24,3 milhões.