Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Grandes eventos desportivos têm impacto de 100 milhões de euros em Lisboa

Um estudo apresentado esta terça-feira, 12 de Janeiro, revela que os grandes eventos desportivos tiveram em 2014/2015 um impacto económico de 100 milhões de euros em Lisboa. A cidade que está a preparar uma candidatura a Capital Europeia do Desporto, a pensar em 2021.

Lusa 12 de Janeiro de 2016 às 17:18
  • Assine já 1€/1 mês
  • 5
  • ...
O estudo "Avaliação do Impacto dos Grandes Eventos Desportivos em Lisboa/2014-2015", que a Câmara de Lisboa encomendou ao INDEG-ISCTE (Instituto Universitário de Lisboa), analisou o impacto directo e indirecto para a economia da cidade de 17 grandes e médias provas desportivas de várias modalidades, realizadas entre Setembro de 2014 e Agosto de 2015.

Nas suas principais conclusões, indica que o impacto total directo e indirecto destas iniciativas para a cidade foi de cerca de 100 milhões de euros (de 93 a 109 milhões de euros).

Por exemplo, o impacto para a hotelaria foi superior a 9,01 milhões de euros, para a restauração de 7,2 milhões, em compras 11,6 milhões e em inscrições e bilhética foram pagos pelos espectadores ou participantes 5,6 milhões.

Foram analisados eventos desportivos de várias modalidades, como as competições europeias de futebol, o campeonato europeu de Jiu-Jitsu, o Lisboa Open de Snooker, a Volvo Ocean Race, a Meia Maratona EDP e Mini Maratona Vodafone, o percurso da volta a Portugal em bicicleta em Lisboa e provas de rugby e triatlo, por exemplo.

Só a meia maratona e a mini-maratona contaram com 37.433 participantes, dos quais mais de 8.000 estrangeiros, e a Volvo Ocean Race registou 207 mil entradas no recinto.

"É um tipo de turismo que é interessante para a cidade porque, além do próprio, o participante vem com acompanhantes", disse Pedro Dionísio, do ISCTE, que apresentou o estudo, considerando, no entanto, que há "um trabalho a fazer junto dos participantes para trazerem mais acompanhantes", porque "há aqui um potencial de crescimento".

Segundo o vereador do Desporto, Jorge Máximo, Lisboa está a preparar uma candidatura a Capital Europeia do Desporto para ser entregue junto do Parlamento Europeu e que deverá referir-se ao ano de 2021, porque as decisões das capitais europeias do desporto estão tomadas até 2019 e a data limite para candidatura a 2020 está próxima.

Uma das principais críticas apontadas pelo estudo, nomeadamente pelos organizadores dos eventos, é a de que "há em Lisboa uma lacuna" de um pavilhão de média dimensão para a realização de eventos desportivos, entre o Meo Arena, que permite a realização e grandes eventos, e o pavilhão do Casal Vistoso, que permite a realização de pequenos eventos.

Jorge Máximo reconheceu "uma lacuna entre o casal vistoso e o Meo Arena", mas salientou que há dois equipamentos que são muitas vezes esquecidos, que são os pavilhões do Benfica e o do Sporting, que "estará muito brevemente concluído". Ambos poderão receber eventos em parceria com o município.
Ver comentários
Saber mais turismo Lisboa desporto eventos lazer Volvo Ocean Race eventos desportivos
Mais lidas
Outras Notícias