Turismo & Lazer Inglesa Merlin investe um milhão no alojamento de sete pinguins no Porto

Inglesa Merlin investe um milhão no alojamento de sete pinguins no Porto

A dona britânica do Sea Life Porto decidiu comemorar o 10.º aniversário do maior aquário do Norte de Portugal com a transferência para o seu equipamento da Invicta de três “solteiros” e dois casais de pinguins Humboldt, num investimento de um milhão de euros.
Inglesa Merlin investe um milhão no alojamento de sete pinguins no Porto
O Sea Life Porto tem agora sete pinguins, dois casais e três "solteiros", estando a apresentação oficial da nova família aos adeptos da vida marinha marcada para 11 de julho.
Rui Neves 09 de julho de 2019 às 13:34

Foi em junho de 2009 que a britânica Merlin, a segunda maior operadora de atrações turísticas do mundo, como o London Eye ou o museu Madame Tussauds, abriu no Porto o maior aquário do Norte de Portugal, num investimento de 10 milhões de euros.

 

Para celebrar o 10.º aniversário do Sea Life Porto, o grupo decidiu transferir para aqui - de alguns dos mais de 50 espaços que detém no mundo - sete pinguins Humboldt, dois casais e três "solteiros", num investimento de um milhão de euros, anunciou a empresa, em comunicado.

 

Para romancear tão redondo aniversário, registe-se que os pinguins são uma espécie bastante fiel e, por norma, só têm um parceiro ao longo de toda a sua vida.

 

Os que chegaram agora ao Porto são pinguins Humboldt, originais da América do Sul, que se encontram assinalados pelo IUCN-World Conservation Red List of Threatened Species como "vulneráveis" no ranking das espécies em vias de extinção.

 

"Por isso, o EEP – Programa Europeu de Reprodução de Espécies Ameaçadas – apostou na colocação destes animais em jardins zoológicos na Europa, de forma a garantir a reprodução em cativeiro", nota o Sea Life Porto.

 

A apresentação oficial da família de pinguins no Sea Life Porto aos adeptos da vida marinha está marcada para a próxima quinta-feira, 11 de julho, e nos três dias seguintes, com entrada gratuita para as crianças até aos 12 anos.

 

"Estender a experiência Sea Life e aumentar o espaço fazia cada vez mais sentido. E, quando pensamos no espaço exterior, não existiu qualquer dúvida de que trazer uma família de pinguins, fruto de um programa de conservação interno do Sea Life, seria a aposta certa, porque são das criaturas mais acarinhadas e desejadas. Uma vez que celebramos uma década no Porto, sentimos que era altura de dar este passo e fazer este grande investimento", explica Rui Ferreira, diretor do espaço.

 

Os pinguins, o peixe-palhaço, o peixe-dragão, o tubarão-de-pontas-negras e os cavalos-marinhos são algumas das centenas de espécies marinhas e de água doce que, atualmente, habitam os 32 aquários instalados no Sea Life Porto, um espaço de cinco mil metros quadrados, além do túnel subaquático - o primeiro do país - e que atravessa mais de 500 mil litros de água.




pub

Marketing Automation certified by E-GOI