Turismo & Lazer Low Cost Travel Group fechou. Clientes aconselhados a contactar hotéis e companhias aéreas

Low Cost Travel Group fechou. Clientes aconselhados a contactar hotéis e companhias aéreas

Há mais de 100 mil reservas que poderão estar sem efeito devido à queda do operador turístico. Alguns dos clientes já em férias estão mesmo a pagar os hotéis pela segunda vez. A empresa procura evitar a falência.
Low Cost Travel Group fechou. Clientes aconselhados a contactar hotéis e companhias aéreas
Reuters
Wilson Ledo 21 de julho de 2016 às 10:45

Reservou férias com o operador Low Cost Travel Group? O conselho é que efectue uma consulta ao site da empresa e contacte previamente o hotel marcado.

"No sentido de aferirem se as suas reservas de alojamento e respectivas condições se encontram asseguradas", informa o Turismo de Portugal.

Isto porque o Low Cost Travel Group fechou a sua actividade na passada sexta-feira, 15 de Julho, entrando em processo de insolvência.

A instabilidade nos mercados financeiros causada pelo Brexit, com os britânicos a votar a saída da União Europeia, foi um dos factores a ditar este cenário. O operador, inicialmente sedeado no Reino Unido e com 60% dos clientes desta nacionalidade, tinha agora a sua base em Espanha.

Neste momento há mais de 27 mil clientes que estão já a passar férias com reservas feitas através do Low Cost Travel Group. Têm-se registado situações de viajantes que têm de pagar o seu hotel pela segunda vez. O conselho da imprensa britânica é de que guardem os recibos para uma eventual compensação. Já quanto aos voos, estes encontram-se garantidos para os que já estão nos seus locais de férias.

Há ainda outras 100 mil reservas futuras em situação de dúvida. Estes clientes são aconselhados a confirmar os voos directamente com as companhias aéreas e as estadas com os hotéis, para não serem apanhados de surpresa. É que estes podem não estar válidos devido à situação que enfrenta o Low Cost Travel Group.

Os administradores de insolvência deste operador turístico estão à procura de novos donos ou mesmo de vender alguns activos. Todavia, a liquidação da empresa tem sido apontada como o caminho mais provável. A companhia tem escritórios no Reino Unido, Espanha, Suíça e Polónia e conta com mais de 500 trabalhadores.

A imprensa britânica fala que, a confirmar-se a liquidação, muitos clientes ficarão a perder os seus investimentos. Tendo em conta os valores dos activos do Low Cost Travel Group e o número de clientes a serem compensados, as indemnizações médias rondariam os nove euros.




pub

Marketing Automation certified by E-GOI