Turismo & Lazer Macau aposta 150 milhões em Setúbal

Macau aposta 150 milhões em Setúbal

O Casino de Tróia despertou o interesse de David Chow e ditou um investimento sem precedentes em Setúbal. O projecto da Macau Legend Development pode chegar aos 250 milhões, arranca em 2017 e prevê novas ligações fluviais entre as margens do Sado.
Macau aposta 150 milhões em Setúbal
Miguel Baltazar
Wilson Ledo 07 de julho de 2016 às 00:01

Foi o interesse no Casino de Tróia a justificar a deslocação da equipa de David Chow a Portugal. E aí surgiu a conclusão: não era viável investir naquela sala de jogos sem dotar Setúbal de um conjunto de infra-estruturas de apoio.

É uma forma breve de contar como arranca o primeiro investimento do grupo Macau Legend Development em Portugal. A primeira fase tem início previsto para os primeiros meses de 2017, num investimento de 150 milhões de euros.

Serão construídos um hotel, um bloco com 60 apartamentos, uma marina e novas instalações para o Clube Naval Setubalense. Seguir-se-á depois uma segunda fase com mais um hotel, um "yacht club", zona de estacionamento e equipamentos culturais e comerciais.

Para esta nova etapa, juntam-se cerca de mais 100 milhões de euros nas contas. A segunda fase deverá surgir no prazo de dois anos, dependendo contudo dos resultados conquistados pela primeira fase de investimento.

A aposta em Setúbal aproxima-se assim dos 250 milhões de euros investidos noutro projecto internacional recente da Macau Legend Development. O acordo para este foi fechado em Julho de 2015 e prevê o desenvolvimento de um complexo turístico em Cabo Verde.

Esta quinta-feira, 7 de Julho, a presidente da Câmara Municipal de Setúbal, Maria das Dores Meira, está em Macau para assinar o memorando de entendimento do projecto português, que irá representar a criação de três mil postos de trabalho.

"É muito importante. É pôr Setúbal no mapa. Queremos cá gente de todo o mundo, não nichos de mercado", respondeu quando questionada se o foco para a região estaria agora nos turistas asiáticos.

cotacao A Macau Legend tem interesse em desenvolver projectos em Portugal e especificamente em Setúbal. Macau legend development Fonte oficial


O Negócios sabe que o grupo liderado por David Chow está interessado em ficar com a maioria do capital do Casino de Tróia, explorado actualmente pela Amorim Turismo. E, para potencializar a proximidade entre todos os investimentos, vai criar uma nova empresa de transportes para ligar as duas margens do Sado.

"Conhecemos o assunto. Não temos nenhum processo negocial", reconhece o líder da Amorim Turismo perante um assunto que está "demasiado verde". Questionado pelo Negócios sobre a proposta da Macau Legend Development, Jorge Armindo esclarece ainda: "Não desconheço que há interesse".

Também de Macau, a informação é escassa, sendo todos os esclarecimentos remetidos para depois do anúncio oficial sobre o investimento em Setúbal aos investidores . "A Macau Legend Development tem interesse em desenvolver projectos em Portugal e especificamente em Setúbal", garantiu fonte oficial ao Negócios.

No seu catálogo, este grupo conta com o The Landmark Macau e com o Macau Fisherman’s Wharf. O primeiro é um complexo que integra hotel, o primeiro casino temático de Macau e lojas. O segundo é um complexo com hotel, negócio de jogo e centro de convenções e diversões na zona ribeirinha daquela península asiática.

A expansão internacional só arrancou recentemente, com Portugal a afirmar-se como a terceira localização além Macau. Em Maio deste ano, o grupo macaense acordou pagar o equivalente a 38 milhões de euros pelo Casino Savan Vegas no Laos. O acordo com o governo daquele país do sudeste asiático prevê ainda a possibilidade de construção de um hotel, campos de golfe e instalações para outras práticas desportivas.

David Chow. O magnata do jogo que se estreia em Portugal É um dos nomes em destaque quando se fala da indústria dos casinos em Macau. Nascido em 1950 em Hong Kong, lidera agora a Macau Legend Development. Numa mensagem no site da companhia, David Chow define a empresa como "um dos principais proprietários de instalações de entretenimento e lazer" naquela península asiática. O gestor tem uma meta: transformar Macau de um centro de jogo em um "destino turístico de renome internacional". Chow chegou a figurar como um dos mil empresários mais ricos do mundo da revista Forbes.



pub