Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

"Mais valia não terem mexido na lei laboral", critica AHRESP

As alterações à legislação laboral, nomeadamente nos contratos de trabalho a termo e a questão do banco de horas, são vistas como um “retrocesso” pela secretária-geral da Associação da Hotelaria, Restauração e Similares de Portugal (AHRESP). Sobre a proposta do Bloco de Esquerda de fixar as 35 horas semanais para o setor privado, Ana Jacinto considera que teria um impacto enorme no setor.

Este conteúdo é exclusivo para Assinantes Assine já! Se já é assinante faça LOGIN
  • Assine já 1€/1 mês
  • ...

As alterações à legislação laboral, nomeadamente nos contratos de trabalho a termo e a questão do banco de horas, são vistas como um "retrocesso" pela secretária-geral da Associação da Hotelaria, Restauração e Similares de Portugal (AHRESP). Sobre a proposta do Bloco de Esquerda de fixar as 35 horas semanais para o setor privado, Ana Jacinto considera que esta medida, a concretizar-se teria um impacto enorme no

...

Negócios Premium
Conteúdo exclusivo para assinantes
Já é assinante? Inicie a sessão
Assine e aceda sem limites, no pc e no smartphone
  • Conteúdos exclusivos com melhor da informação económica nacional e internacional;
  • Acesso sem limites, até três dispositivos diferentes, a todos os conteúdos do site e app Negócios, sem publicidade intrusiva;
  • Newsletters exclusivas;
  • Versão ePaper, do jornal no dia anterior;
  • Acesso privilegiado a eventos do Negócios;
Ver comentários
Saber mais lei laboral banco de horas ana jacinto ahresp restauração hotelaria cgtp ugt impacto sazonalidade alterações contratos retrocesso
Mais notícias Negócios Premium
+ Negócios Premium
Capa do Jornal
Informação de qualidade tem valor. Invista. Assine já 1mês / 1€
Mais lidas
Outras Notícias