Turismo & Lazer Organização Mundial do Turismo revê em alta crescimento do turismo para 2014

Organização Mundial do Turismo revê em alta crescimento do turismo para 2014

A Organização Mundial do turismo (OMT) reviu em alta o crescimento do turismo internacional para o corrente ano. Segundo esta entidade, a previsão aponta para um incremento de 4,5%, mais meio ponto percentual do que o inicialmente estimado.
Organização Mundial do Turismo revê em alta crescimento do turismo para 2014
Bruno Simão/Negócios
Ana Torres Pereira 20 de janeiro de 2014 às 18:51

O turismo internacional cresceu em 2013. O número de chegadas dos turistas estrangeiros aumentou 5%, no ano passado, atingindo um recorde de 1,1 mil milhões de pessoas, mais 52 milhões de turistas do que o registado no homólogo, de acordo com o Barómetro da Organização Mundial de Turismo (OMT).

 

“Apesar da crise económica, os resultados do turismo internacional superaram as expectativas”, explicou a OMT, em comunicado.

 

Esta tendência irá continuar este ano, uma vez que a estimativa da OMT aponta para um crescimento de 4,5%, em 2014, acima meio ponto percentual do que a previsão inicial. Este incremento previsto para este ano é acima da média de crescimento prevista até 2020 que aponta para um aumento de 3,5%.

 

Em termos regionais, a Ásia Pacifico deverá crescer entre 5 e 6%, já África o intervalo é maior, prevendo-se um crescimento entre 4 e 6%. As regiões da Europa e Américas chegarão a um aumento de até 4%. As estimativas no Médio Oriente são mais incertas, pelo que a OMT aponta para um aumento entre 0 e 5%.

 

Foram mais de 300 os especialistas em turismo ouvidos pela OMT que apontaram que este ano será “mais um período excepcional” para o sector.

 

Em 2013, as regiões da Ásia Pacífico, África e Europa são as que continuam a mostrar a maior dinâmica, em termos de procura turística. Segundo a OTM, a região do sul e Leste da Ásia foi a que mais cresceu, com um incremento de 10%, face a 2012, seguindo-se a Europa Central e do Leste com mais 7% de turistas internacionais, depois a Ásia Pacifico, África como um todo, Norte de África e Europa do Sul e Mediterrâneo que cresceram todas 6%.

 

Taleb Rifai, director-geral da OMT, citado em comunicado, reiterou que o ano passado “foi excelente para o Turismo internacional”, acrescentando que “o sector do Turismo conseguiu ajustar-se às condições de mercado, criando emprego, independentemente da conjuntura”.

 

A Europa liderou em 2013, com mais 29 milhões de turistas internacionais, terminando com 563 milhões, um crescimento de 5%. “Este crescimento é de sublinhar principalmente por causa da situação económica da região”, refere a mesma fonte.

 

Na sub-região da Europa Central e de Leste, o crescimento foi de 7%, enquanto no mediterraneo, o incremento foi de 6%. Recorde-se que, a hotelaria portuguesa registou, em Novembro, 2,1 milhões de dormidas, o que representa um crescimento de 5,9% em termos homólogos e de 6,3% face a Outubro. Este crescimento deve-se tanto ao mercado interno como ao mercado externo.

 

Na região da Ásia Pacífico, o crescimento foi de 6%, para os 248 milhões de turistas. Nas Américas o aumento foi de 4%, para os 169 milhões de turistas. África atraiu mais 3 milhões de turistas, atingindo os 56 milhões.

 

Quanto a países, a Rússia e a China foram os que mais cresceram. Em 2012, a China tornou-se o maior mercado com uma despesa de 102 mil milhões de dólares. E nos primeiros três trimestres de 2013 registou um crescimento de 28%. A Rússia registou um crescimento de 26%, até Setembro, acrescentou a mesma fonte.

 




Saber mais e Alertas
pub

Marketing Automation certified by E-GOI