Turismo & Lazer Páscoa puxa pelo turismo nacional em Março

Páscoa puxa pelo turismo nacional em Março

Uma Páscoa celebrada mais cedo do que em 2015 levou a subidas significativas na actividade turística nacional. O mercado externo representa sete em cada 10 dormidas.
Páscoa puxa pelo turismo nacional em Março
Wilson Ledo 16 de maio de 2016 às 11:31

As comparações homólogas seguem todas em terreno positivo. A celebração da Páscoa em Março levou Portugal a registar 1,4 milhões de hóspedes (+18,8%) e 3,7 milhões de dormidas (+20,3%).

Os números do Instituto Nacional de Estatística (INE) são explicados por um "efeito de calendário", já que a Páscoa se celebrou em Abril no ano passado.

O sector registou proveitos totais de quase 171 milhões de euros (+22,5%) e o rendimento médio por quarto disponível segue na mesma escala, atingindo os 29,6 euros.

Tanto o mercado interno – que gerou 1,1 milhões de dormidas - como os externos sobem a dois dígitos, contribuindo para uma estada média de 2,7 noites e uma taxa de ocupação de 41% no terceiro mês de 2016.

O mercado externo – apoiado sobretudo no Reino Unido, Alemanha e Espanha – representou sete em cada dez dormidas na hotelaria nacional em Março. Ao todo, 2,6 milhões.

Com todas as regiões a evidenciar "aumentos significativos" das dormidas, o destaque vai para os Açores com uma subida de quase 56%. Algarve e Lisboa foram as principais regiões de destino dos turistas.




pub

Marketing Automation certified by E-GOI