Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Patrões do Turismo participam na monitorização do Plano Estratégico

A Confederação do Turismo de Portugal (CTP) vai participar na monitorização do Plano Estratégico Nacional do Turismo, cujas linhas gerais foram apresentadas na passada quinta-feira em conselho de Ministros, adiantou ao Negócios, Cecília Meireles, secretária de Estado do Turismo.

Ana Torres Pereira atp@negocios.pt 11 de Janeiro de 2013 às 16:56

“As linhas gerais do PENT foram aprovadas e agora o documento vai para discussão pública”, adiantou Cecília Meireles.

 

A revisão do PENT incide não só “na revisão em baixa” dos objectivos iniciais para o período até 2015, haverá “uma modulação muito grande dos objectivos, porque os anteriores eram irrealistas e os desvios eram colossais”, admitiu a secretária de Estado do Turismo.

 

O novo PENT fará “uma análise mais fina” e contará ainda com mais uma rubrica: o saldo da balança turística.

 

Para conseguir fazer uma monitorização mais eficaz e participada, a Secretaria de Estado do Turismo e o Turismo de Portugal contarão com a ajuda da CTP. “A nossa proposta é que a CTP participe, no fundo é pôr no papel o que já acontece e que hajam reuniões semestais”, detalhou a governante.

 

Cecília Meireles disse acreditar que a nova revisão do PENT terá uma discussão pública “participada”, achando “perfeitamente razoável”, ver a sua aprovação concretizada até ao Verão.

 

Ainda este mês será aprovado um plano estratégico para o Turismo residencial, onde não só haverá um investimento na promoção,como haverá apoio fiscal e abertura para vistos, caso estrangeiros queiram adquirir casa em Portugal.

 

Quanto a objectivos, Cecília Meireles referiu que estes “serão compostos ano a ano”, no entanto no que concerne a 2013 preferiu deixar para a próxima quarta-feira quando for à Assembleia da República.

 

O Governo ajustou os objectivos do Plano Estratégico Nacional do Turismo (PENT) para que estes se adaptassem à realidade macro-económica.

 

Numa visão a dois anos, o Executivo prevê que o saldo da balança turística atinja os 7,4 mil milhões de euros, em 2015, com um crescimento anual de 10%, segundo a revisão do plano como o Negócios noticiou em Setembro do ano passado.

 

Apesar da revisão em baixa da maioria dos objectivos, a previsão aponta para um valor mais positivo do que o anteriormente previsto que se situava entre os 6,7 e os 7,1 mil milhões.

 

As novas previsões do PENT apontam que, em 2015, a taxa média de ocupação cama seja de 2,6%. As dormidas deverão apresentar um crescimento médio anual até 2015 de 3,%, inferior ao aumento médio registado nos dois últimos anos. Ao nível das dormidas, o objectivo é crescer a uma média anual de 1,8% do mercado nacional, "com um crescimento sempre limitado à sua dimensão", e 3,7% do internacional, "prosseguindo a diversificação do mix de procura", lê-se no documento. No que concerne às receitas, o objectivo global é de um crescimento 6,3%.

Ver comentários
Saber mais PENT turismo CTP Cecília Meireles secretária de Estado do Turismo
Outras Notícias
Publicidade
C•Studio