Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Portugueses têm cada vez menos peso na actividade turística nacional

As dormidas de turistas nacionais nos estabelecimentos hoteleiros continua a diminuir. São os turistas provenientes dos mercados britânico, alemão, espanhol e holandês que mais contribuem para sustentar o sector, embora em Abril as dormidas dos residentes no estrangeiro tenham registado uma ligeira diminuição.

Inês Balreira inesbalreira@negocios.pt 17 de Junho de 2013 às 12:50
  • Partilhar artigo
  • 3
  • ...

Em Abril, as dormidas de cidadãos portugueses em estabelecimentos hoteleiros do País ascendeu às 798,8 mil, o que revela um decréscimo de 11,6% quando comparado com o mesmo mês de 2012.

 

Esta tendência negativa, que se verifica desde Agosto de 2011 e foi apenas interrompida em Março, quando as dormidas de residentes avançaram 3%, revela que são os turistas estrangeiros que continuam a sustentar a actividade turística nacional, de acordo com os dados do Instituto Nacional de Estatística (INE) divulgados esta segunda-feira.

 

O número de dormidas de não residentes fixou-se, em Abril, em 2,3 milhões. Este valor reflecte uma ligeira diminuição da procura de dormidas por parte dos estrangeiros, invertendo a tendência crescente observada nos últimos meses (+4,3%, +4,9% e +19,3% em Janeiro, Fevereiro e Março, respectivamente).

 

Os principais mercados emissores de turistas internacionais continuam a ser países europeus, com o mercado britânico a liderar. Os turistas provenientes do Reino Unido correspondem a 23,3% das dormidas de não residentes em Abril, seguido pelo mercado alemão, com 15,5% das dormidas e do mercado espanhol, com 6,8%. Se tanto o mercado britânico como o mercado alemão apresentaram crescimentos homólogos em Abril (13,3% e 12,7%, respectivamente), o mercado do país vizinho regrediu significativamente. Em Abril, o mercado de turistas espanhóis apresentou uma quebra de 52,4%.

 

No total, o número de dormidas em estabelecimentos hoteleiros ascendeu a 3,1 milhões em Abril, o que espelha um decréscimo homólogo de 4,0%. Quanto ao número total de hóspedes fixou-se em 1,1 milhões, menos 3,4% que em Abril de 2012.

 

Segundo o INE, em Abril, a “variação homóloga dos principais indicadores foi influenciada pelo ‘efeito Páscoa’, que terá contribuído para os resultados negativos apurados”.

 

No que respeita aos proveitos, o montante ascendeu a 141,8 milhões de euros no quarto mês do ano, o que constitui uma redução de 1,4% face a Abril do ano transacto.

Ver comentários
Saber mais Turismo estrangeiros hotelaria Abril
Outras Notícias