Turismo & Lazer Presidente da APAVT: “Depois de nos terem pedido para pagar mais cedo, quiseram que ganhássemos menos”

Presidente da APAVT: “Depois de nos terem pedido para pagar mais cedo, quiseram que ganhássemos menos”

O presidente da Associação Portuguesa das Agências de Viagens e Turismo, Pedro Costa Ferreira, aproveitou a abertura do 39º Congresso da APAVT, para criticar a actuação das companhias aéreas. “Depois de nos terem pedido para pagar mais cedo, quiseram que ganhássemos menos”, disse.
Ana Torres Pereira 05 de dezembro de 2013 às 20:42

Foi numa sala cheia de agentes de viagens e responsáveis do turismo, na Ilha Terceira nos Açores, que Pedro Costa Ferreira foi crítico em relação à remuneração das companhias aéreas. “Não estamos de acordo com a direcção que nos foi proposta, não a escolhemos nem a desejámos”, disse o presidente da APAVT.

 

As companhias aéreas diminuíram o valor a pagar às agências de viagens e o presidente da APAVT referiu que a indústria que representa “não acredita que a indústria aérea beneficie a longo prazo da diminuição dos custos de distribuição”. “Se quem viaja vai precisar de agentes de viagens, quem vende passagens aéreas ou alojamentos, já agora, vai precisar de agentes de viagens”, adiantou.

 

E foi mais longe, dizendo que “continuamos a sentir que as companhias aéreas e, já agora, os hotéis, confundem pagamentos de comissões com um custo adicional que afecta a sua margem de comercialização, mas continuam enganados”, uma vez que mais pagamento quer dizer que “levamos mais clientes às vossas empresas”.

 

O presidente da APAVT diz ainda acreditar no diálogo, no entanto foi dizendo que “é certo que algumas companhias aéreas não seguirão, ao longo de 2014, uma política de redução de comissões”.

 

Pedro Costa Ferreira mencionou ainda o papel da TAP e da Air France/KLM. “Não estivemos de acordo no processo, mas soubemos dialogar, respeitando sempre quem representamos e com quem negociámos”, concluiu.




Saber mais e Alertas
pub

Marketing Automation certified by E-GOI