Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Primeiro hotel de 7 estrelas da Europa será em Espanha

Dinamarquesa Bahía Fenícia investirá 230 milhões na construção de um hotel de 7 estrelas em Granada, Espanha.

Andreia Major amajor@negocios.pt 28 de Março de 2011 às 17:20
  • Assine já 1€/1 mês
  • ...
A empresa Bahía Fenícia começará a construir em Granada, este Outono, o complexo turístico de alto luxo na costa de Almuñécar. A dinamarquesa edificará em Granada um “hotel de sete estrelas e 200 apartamentos de alto nível”. Contará com um investimento total de 230 milhões de euros, segundo confirmou o director da empresa, Jesper Brinkmann, ao “CincoDías”. O hotel vai criar 600 postos de trabalho permanentes.

Como explica Brinkmann, o “projecto terá três fases”. Está previsto que as obras se iniciem no “Outono deste ano” e a primeira fase estará concluída no final de 2013, segundo os seus cálculos. Nestes dois anos, está prevista a construção do hotel que “contará com cerca de 180 quartos, incluindo suites e 50 apartamentos privados que são geridos pelo hotel, ou seja, os proprietários e os seus convidados podem desfrutar de todos os seus serviços.”

A gestão do hotel não estará nas mãos do proprietário Bahía Fenícia, mas será feita pela empresa “Banyan Tree Holdings”, com sede em Singapura.

A “Banyan Tree Holdings” gere “cerca de 30 ‘resorts’ e hotéis, à volta de 60 SPAs, umas 80 galerias e três campos de golfe na zona da Ásia Pacífico, da mais alta qualidade possível, da mesma categoria que os hotéis mais luxuosos do mundo. Na Europa actualmente não existe nenhum hotel com estas qualidades. Este projecto ajudará a promover Espanha como um destino turístico de luxo e a aumentar a qualidade da oferta turística na zona”, opinou Brinkmann. “A empresa é famosa por oferecer aos seus clientes uma experiência única de cuidado físico e espiritual, oferecendo a hospitalidade típica asiática com serviços de relaxamento, bem-estar e rejuvenescimento para cada cliente”.


A segunda e a terceira fase do projecto consistem na construção das 200 habitações previstas e estarão prontas entre 2014 e 2015.

A iniciativa irá abrir a Península Ibérica ao mercado chinês e aos outros mercados asiáticos.

Ver comentários
Saber mais Espanha turismo
Mais lidas
Outras Notícias