Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Receio de ataques leva turistas a escolher Portugal e Espanha como destino de férias

Os hotéis portugueses aumentaram em 13% as dormidas até Maio. Em Espanha escalaram 7,8%. O aumento da procura está relacionado com o facto de serem considerados destinos seguros, segundo a Bloomberg.

Miguel Baltazar/Negócios
Negócios 26 de Julho de 2016 às 13:36
  • Assine já 1€/1 mês
  • 5
  • ...

As reservas de hotéis em Portugal e na vizinha Espanha disparam. Em grande parte devido ao receio que assombra os turistas depois dos ataques terroristas que o Velho Continente tem sido alvo, avança a agência Bloomberg.

Em declarações à Bloomberg, Almudena Martin, gerente do hotel Seaside das ilhas Canárias, confessou que não tem mãos a medir com a quantidade de turistas que têm recebido. As reservas do hotel aumentaram 20% este ano. E como muitas estão a ser feitas "em cima da hora" tiveram de contratar mais pessoas. "Temos clientes que já ficaram hospedados no hotel duas vezes este ano por ser um destino seguro", explicou.

Depois dos ataques em França e da ameaça de golpe de Estado na Turquia, quer Espanha quer Portugal estão a receber um número recorde de turistas que procuram destinos com sol e praia com níveis de segurança.

Em entrevista citada pela agência de notícias, Manuel Caldeira Cabral, ministro da Economia, sublinhou que "Portugal sempre sempre foi um destino seguro".

O que não quer dizer que o país tenha este facto como dado adquirido. Segundo Caldeira Cabral contou à Bloomberg, no seguimento dos ataques a França, as medidas de segurança nos aeroportos, por exemplo, forma reforçadas. "Quando o turismo está a correr bastante bem, temos que trabalhar para garantir que não é só uma moda passageira mas sim uma tendência", apontou. "E queremos manter esta tendência".

 

O governante explicou ainda que Portugal está a trabalhar em diferentes cenários para cobrir vários segmentos turísticos, como relacionados com desporto e eventos empresariais, para aumentar a ocupação hoteleira no Inverno. "No próximo ano vamos ter menos concentração na época alta e maiores taxas de turistas não apenas durante todo ano, mas também por todo o país", acrescentou Caldeira Cabral.

O turismo é um dos principais sectores para as economias portuguesa e espanhola, valendo cerca de 10% do PIB. Agora, com o interesse de mais turistas devido ao receio de ataques, o sector deverá crescer ainda mais.

Até Maio, as dormidas de não residentes em Portugal cresceram 13%. Já em Espanha, o número de turistas aumentou 7,4% enquanto as estadias escalaram 7,8%, de acordo com os dados da Bloomberg.

A Turquia e a França, pelo contrário, estão a ver os números relacionados com a actividade turística a encolher. A França, que tem o título do país mais visitado do mundo, sofreu uma queda de 8,7% do número de turistas no quarto trimestre do ano passado.

Ver comentários
Saber mais Portugal Espanha Velho Continente Almudena Martin Seaside Canárias Manuel Caldeira Cabral Turquia turismo
Outras Notícias