A carregar o vídeo ...
Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Vintage House Hotel volta às mãos da Taylor’s

A “holding” The Fladgate Partnership comprou a totalidade do capital da sociedade da ECS Capital que detinha esta unidade hoteleira no Pinhão.

António Larguesa alarguesa@negocios.pt 28 de Outubro de 2015 às 15:54
  • Assine já 1€/1 mês
  • ...

O Vintage House Hotel, uma unidade com 43 quartos e suites com vista para o rio Douro, volta a ter um novo dono, apenas dois anos depois de ser comprado pela ECS Capital, responsável pelo Fundo de Recuperação Turismo. O fundo que detém as unidades geridas pela marca NAU Hotels & Resorts vendeu a sociedade Vintage House Hotel SA, onde se inclui este hotel no Pinhão, à The Fladgate Partnership, detentora das marcas de vinho do Porto Taylor’s, Croft e Fonseca.

Com este negócio, cujos valores não foram divulgados por nenhuma das partes, o Vintage House Hotel regressa às mãos desta "holding" que se dedica à produção e distribuição de vinho do Porto e também ao sector do turismo, onde se destaca o hotel vínico de luxo Yeatman, em Vila Nova de Gaia. É que tinha sido precisamente a Fladgate a construí-lo num local onde tinha uns armazéns antigos da Taylor’s.

Inaugurado em 1998, esta infraestrutura descrita como "o primeiro hotel de qualidade a abrir no vale do Douro" acabou por ser vendido em 2002 à Douro Azul. "Não estava à venda na altura, mas tivemos uma oferta irrecusável", recordou ao Negócios a relações públicas, Ana Margarida Morgado. O grupo frisou em comunicado que "sob a administração da ECS, o Vintage House Hotel foi capaz de melhorar em termos de ocupação e rentabilidade".

Na transacção está também incluído o terreno adjacente ao longo da margem do rio Douro, que deverá ser aproveitado para lançar um projecto de expansão do hotel, com mais quartos e serviços. Nos planos mais imediatos da empresa liderada por Adrian Bridge (na foto) está uma renovação do hotel, a concretizar já no início do próximo ano.

Além do Yeatman – um investimento de 32,5 milhões de euros aberto ao público há quatro anos e que em 2014 registou os primeiros lucros –, que é a único projecto do grupo com hotelaria e alojamento, a Fladgate tem oferta de enoturismo nas caves da Taylor’s e Croft, em Gaia, e também na Quinta da Roêda (Pinhão) e na Quinta do Panascal, em Valença do Douro, que em 1992 foi uma das primeiras propriedades durienses a abrir portas aos visitantes. No ano passado, o negócio do turismo rendeu 11,4 milhões de euros para as receitas totais do grupo, que ascederam a 95,2 milhões de euros.

Ver comentários
Saber mais Turismo hotel Vintage House Pinhão The Fladgate Partnership ECS Capital NAU Hotels & Resorts
Outras Notícias