Web Summit "Internet ainda está na era da reality tv", diz Ev Williams

"Internet ainda está na era da reality tv", diz Ev Williams

Ev Williams, fundador e CEO da Medium, defendeu esta quinta-feira que "a internet ainda está na era da reality tv", mas que há sinais encorajadores de uma transição nos media.
"Internet ainda está na era da reality tv", diz Ev Williams
Pedro Curvelo 08 de novembro de 2018 às 17:11

O antigo CEO do Twitter acredita que a evolução passará por uma incorporação maior da tecnologia nos media tradicionais e por um jornalismo sério e aprofundado.

 

Ev Williams considera que os media deverão apostar cada vez mais em modelos de subscrição como o de serviços de "streaming", como o Spotify ou a Netflix. 

"Na Medium criámos um modelo de subscrição em Maio de 2017 e está a correr muito bem", referiu. Ainda assim, a empresa fundada em 2012 ainda não é rentável e vai angariar mais fundos em breve para crescer. Até ao momento, a Medium angariou 132 milhões de dólares (115,2 milhões de euros) em investimento e, no ano passado, estava avaliada em 600 milhões de dólares (523,7 milhões de euros), de acordo com o Business Insider.


A Medium conta actualmente com aproximadamente 90 milhões de utilizadores únicos por mês.
 

Sobre o estado actual dos media, Ev Williams, refere que este reflecte a sociedade actual. "Criámos um mundo em que a atenção é recompensada por quantidade e não pela qualidade. O palhaço da turma é agora o vencedor", defendeu. Williams cita a Netflix como um exemplo de como os consumidores estão dispostos a pagar por conteúdos de qualidade e sem publicidade. Esse, diz, é um sinal de que "começamos a ter uma transição encorajadora. A reality tv está a perder força, há uma exigência de algo com mais qualidade". No entanto, "na internet ainda estamos na era da reality tv", sublinha.

 

"Estou optimista de que a utilização, por exemplo, das redes sociais vai evoluir, a sociedade ainda se vai adaptar e utilizá-las melhor", ressalvou.

Ev Williams deixou também um conselho a todos os empreendedores presentes: "temos de ter confiança e assumir que erramos e não deixar que isso nos paralise. Eu erro muitas vezes. E estou confortável com isso".

O líder da Medium refere ainda que "muitos dos problemas actuais não necessitam de nova tecnologia. Foram criados por ela mas também podem ser resolvidos com a actual tecnologia".

"Eu escolho ser optimista...porque é mais divertido", concluiu.

(Notícia actualizada com mais informação às 19:24)