Web Summit Volocopter promete táxis aéreos em "2 ou 3 anos"

Volocopter promete táxis aéreos em "2 ou 3 anos"

A alemã Volocopter prometeu esta quarta-feira no Web Summit que os seus táxis aéreos estarão a operar de forma comercial dentro de dois ou três anos.
Pedro Curvelo 06 de novembro de 2019 às 13:50

Alexander Zosel, co-fundador da empresa que desenvolveu um helicóptero elétrico de dois lugares, indicou que as operações irão arrancar em três cidades dentro de dois ou três anos.

 

E só não começam antes devido às dificuldades em obter aprovação das autoridades para a utilização do espaço aéreo urbano, disse.

 

Em outubro, a empresa construiu a primeira infraestrutura para a descolagem e aterragem das aeronaves. A plataforma criada em Singapura é exterior, mas os passageiros embarcam num local fechado para "maior conforto".

 

A Volocopter, frisou, já realizou inúmeros testes de voo em Singapura, no Dubai e em Helsínquia.

 

Mas são necessárias muitas autorizações e certificações, nomeadamente para voos com piloto, voos pilotados remotamente e viagens totalmente autónomas, detalhou.

 

Ainda assim, o co-fundador garantiu que no prazo máximo de três anos o serviço estará disponível ao público. E o preço de uma viagem que custaria 40 euros de táxi deverá ter um preço de 60 euros, acrescentou.

O aparelho desenvolvido pela start-up alemã utiliza 18 rotores elétricos e tem capacidade para transportar duas pessoas, possuindo uma autonomia de 29 quilómetros e uma velocidade de 70 quilómetros por hora. A empresa desenvolveu a aeronave para que esta possa voar de forma autónoma.




Saber mais e Alertas
pub

Marketing Automation certified by E-GOI