A semana em oito gráficos: Dólar regressa aos ganhos em semana negativa para a bolsa espanhola

As bolsas do Velho Continente recuperaram generalizadamente terreno esta semana, com excepção da praça madrilena.
EPA
pub
Carla Pedro 14 de julho de 2018 às 09:30

A bolsa nacional avançou 0,35% esta semana, elevando para 4,29% o ganho desde o início do ano.

As cotadas com melhor performance no PSI-20 foram a F. Ramada e a Altri. O pior desempenho da semana foi para a EDP Renováveis.

As restantes bolsas europeias negociaram também, generalizadamente, em alta, perante a diminuição de alguns receios em torno da guerra comercial, se bem que esse sentimento não se tenha estendido a Espanha.

Praça a praça, o britânico FTSE liderou os ganhos do Velho Continente, seguido pelo alemão DAX, sendo que a melhor performance geral coube ao índice de referência Stoxx 600.

O único índice que não conseguiu um saldo semanal positivo foi o madrileno Ibex-35, que cedeu 1,76%.

pub

Entre as cotadas europeias que mais se destacaram pelo lado positivo esteve a seguradora britânica Old Mutual.

Nos EUA, os principais índices tiveram uma performance positiva no acumulado da semana, com a CA a sustentar o S&P 500, animada pelos relatos de que foi alvo de uma oferta de compra por parte da Broadcom.

Já no mercado cambial, o dólar regressou aos ganhos face ao euro, depois de três semanas consecutivas no vermelho.

Nas matérias-primas, o destaque, pela negativa, vai para as perdas do petrólo, numa semana em que vários factores pressionaram o "ouro negro".

pub