Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Tesla vendeu novas ações com maior desconto de sempre

A Tesla avanço com um aumento de capital de 2 mil milhões de dólares, que pode subir até aos 2,3 mil milhões. O desconto na venda das novas ações foi de 4,6%.

Tesla, Elon Musk
Reuters
Rita Faria afaria@negocios.pt 14 de Fevereiro de 2020 às 17:29
  • Assine já 1€/1 mês
  • 4
  • ...

Os investidores que compraram as novas ações da Tesla receberam o maior desconto que a fabricante de carros elétricos já deu nos seus dez anos de história enquanto empresa cotada, segundo os dados da Bloomberg.

 

Esta quinta-feira, a Tesla avançou com a venda de novas ações no âmbito de um aumento de capital de 2 mil milhões de dólares, com o preço dos novos títulos fixado nos 767 dólares, um desconto de 4,6% face à cotação de fecho dessa sessão.

 

Segundo a agência noticiosa, este desconto é mais de dez vezes superior ao da oferta secundária realizada em maio do ano passado, e o quíntuplo do desconto médio das sete ofertas semelhantes já realizadas pela fabricante de carros elétricos. Em seis delas, o desconto foi inferior a 1%.

 

No ano passado, a empresa vendeu quase 900 milhões de dólares em novas ações e 1,8 mil milhões em dívida que pode ser convertida em ações. Em 2017, vendeu 250 milhões em novos títulos para ajudar a arrancar com a produção do Model 3, em 2016 1,4 mil milhões e, em 2015, 500 milhões.

 

Desta vez, a Tesla vai usar o encaixe de 2 mil milhões de dólares para fortalecer o balanço e para "objetivos gerais da empresa", segundo anunciou.

 

Elon Musk, CEO e fundador da fabricante norte-americana vai subscrever novas ações no valor de 10 milhões de dólares e Larry Ellison, membro do conselho de administração, um milhão. Os bancos responsáveis pela oferta, liderados pelo Goldman Sachs, terão a possibilidade de subscrever mais 300 milhões de dólares adicionais, aumentando o total de oferta para 2,3 mil milhões.

 

"Os recursos decorrentes da oferta, assumindo o exercício pleno dos subscritores da sua opção de comprar títulos adicionais, seriam aproximadamente 2,3 mil milhões de dólares antes de descontos e despesas", afirmou a Tesla em comunicado. "A Tesla pretende usar os recursos da oferta para fortalecer ainda mais o seu balanço, bem como para objetivos gerais da empresa".

 

No passado dia 29 de janeiro, numa conference call com investidores, Musk e o CFO da Tesla, Zach Kirkhorn, foram questionados se a empresa iria considerar a possibilidade de aproveitar a subida das ações para vender novos títulos e "acelerar substancialmente o crescimento da produção".

 

Musk respondeu que a Tesla está "a gastar dinheiro com a maior rapidez possível e de forma sensata" e que a empresa "está a gerar um cash flow positivo". Nesse mesmo dia, a Tesla anunciou que gerou 1,1 mil milhões de dólares de cash flow no quarto trimestre de 2019 e fechou o ano com 6,3 mil milhões no banco. "Portanto, à luz disso, não faz sentido levantar dinheiro porque esperamos gerar dinheiro", disse Musk.

A Tesla subiu 4,78% para 804 dólares na sessão de ontem e desce agora 0,5% para 800,01 dólares.

Ver comentários
Saber mais Tesla ações
Mais lidas
Outras Notícias