Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Bolsa regressa aos ganhos e acompanha resto da Europa

A bolsa nacional já inverteu da tendência de perdas e segue a valorizar, numa altura em que o resto das praças europeias também está a subir. Jerónimo Martins e banca determinam comportamento.

A carregar o vídeo ...
Sara Antunes saraantunes@negocios.pt 19 de Outubro de 2015 às 08:49
  • Assine já 1€/1 mês
  • 17
  • ...

O PSI-20 sobe 0,63% para 5.422,41 pontos, com 13 cotadas em alta, três em queda e duas inalteradas. O arranque da sessão foi negativo, com a praça nacional a abrir em queda, à semelhança do resto dos mercados bolsistas europeus, mas houve uma inversão de tendência um pouco por toda a Europa. O arranque do dia foi marcado pela divulgação do PIB da China, tendo sido revelado um crescimento superior ao previsto, mas um ritmo de crescimento lento (o mais moderado desde 2009).


As praças europeias também inverteram da tendência de queda e seguem a subir, pela terceira sessão consecutiva, com os investidores a reflectirem nos índices resultados de cotadas. E dando mais enfase aos dados positivos do PIB da China do que aos negativos.

 

Na bolsa nacional é a Jerónimo Martins que mais se destaca ao subir 1,19% para 12,73 euros, sendo acompanhada pela Sonae SGPS, que cresce 1,07% para 1,138 euros.

 

O sector da banca também se destaca, mantendo a tendência de ganhos registada da semana passada, depois de ter sido alvo de melhorias de perspectivas por parte da Moody’s. O BCP está subir 0,70% para 5,73 cêntimos, o BPI está a apreciar 0,75% para 1,068 euros e o Banif cresce 2,78% para 0,37 cêntimos.

 

No sector da energia o sentimento é misto. A Galp recua 0,04% para 9,797 euros, numa altura em que os preços do petróleo estão em queda, a reflectir o facto de a indústria chinesa estar a dar sinais de travagem. O Brent, negociado em Londres, cede 0,30% para 50,31 dólares por barril.

 

Já a EDP sobe 0,47% para 3,415 euros, enquanto a EDP Renováveis cai 0,02% para 6,163 euros, depois de na sexta-feira, 16 de Outubro, ter sido alvo de uma nota de research do Citi em que a casa de investimento baixou a avaliação da empresa liderada por Manso Neto de 6,80 para 6,45 euros, um valor que, ainda assim, confere às acções um potencial de subida de quase 5% face à actual cotação. 

Ver comentários
Saber mais bolsa PSI-20 Euronext bolsas europeias China Jerónimo Martins BCP BPI Banif
Outras Notícias