Bolsa Wall Street em queda pela primeira vez em três sessões

Wall Street em queda pela primeira vez em três sessões

As bolsas dos Estados Unidos abriram a semana em terreno negativo, estando a caminho de completar o pior mês de Janeiro desde 2009. A queda do preço do petróleo continua a penalizar as acções.
Wall Street em queda pela primeira vez em três sessões
Bloomberg
Rita Faria 25 de janeiro de 2016 às 14:34

Os principais índices norte-americanos abriram em queda esta segunda-feira, 25 de Janeiro, pela primeira vez em três sessões, numa altura em que o petróleo está em queda nos mercados internacionais e os investidores continuam atentos aos resultados das empresas relativos ao quarto trimestre de 2015.

O índice industrial Dow Jones desce 0,22% para 16.057,93 pontos, enquanto o tecnológico Nasdaq cai 0,39% para 4.573,34 pontos. Já o S&P500 desvaloriza 0,2% para 1.903,00 pontos.

As acções norte-americanas preparam-se para completar o pior mês de Janeiro desde 2009, um mês marcado pelos receios em torno do crescimento da China e o seu impacto na economia global, e pela forte descida dos preços do petróleo.

Na semana passada, as acções subiram impulsionadas pela recuperação dos preços do petróleo e pela expectativa de mais estímulos por parte do Banco Central Europeu (BCE) e do Banco do Japão, numa altura em que a Fed faz o percurso inverso, em direcção à normalização da política monetária.

Esta terça-feira, a Reserva Federal norte-americana dá início à sua reunião mensal de dois dias, que vai concentrar a atenção dos investidores, depois da primeira subida dos juros em quase uma década, em Dezembro.

Por outro lado, os investidores continuam atentos à apresentação de resultados das empresas norte-americanas. A Procter & Gamble, a Apple, a Boeing e o Facebook estão entre as empresas que apresentam as suas contas ao mercado esta semana.

Os analistas estimam que os lucros das empresas do S&P500 tenham caído 6,3% no último trimestre de 2015. Das que já apresentaram resultados até ao momento, 78% superou as projecções de lucros e 46% as estimativas de vendas.

A McDonald’s valoriza 2,91% para 121,85 dólares depois de ter revelado esta segunda-feira que as suas vendas comparáveis subiram 5% no último trimestre. Os lucros da cadeia de restaurantes totalizaram 1,28 dólares por acção, acima das projecções dos analistas de 1,23 dólares por acção.

Já o Twitter desliza 5,77% para 16,81 euros, após a empresa ter confirmado a saída dos responsáveis das áreas de produto (Kevin Weil), engenharia (Alex Roetter), parcerias com media (Katia Stanton) e recursos humanos (Brian Schipper). 




pub

Marketing Automation certified by E-GOI