Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

A semana em oito gráficos: Há três semanas que o PSI-20 tem saldo positivo

As bolsas europeias subiram de forma generalizada esta semana. Os novos estímulos económicos anunciados pelo BCE e a perspetiva de um acordo comercial entre os EUA e a China ajudaram ao otimismo.

Europa veste-se de verde

Europa veste-se de verde
As bolsas do Velho Continente tiveram um saldo semanal positivo, sustentadas pelo optimimo na frente comercial EUA-China e sobretudo pelo anúncio, por parte do BCE, de um novo programa de compra de ativos. Em destaque, nos ganhos na Europa, esteve o índice alemão Dax com uma subida de 2,27%.

PSI-20 soma 1,62%

PSI-20 soma 1,62%
O índice de referência nacional esteve entre os melhores desempenhos das praças da Europa Ocidental, com uma subida de 1,62%, elevando para 6,74% a sua valorização desde o início do ano. O PSI-20 foi especialmente sustentado pelo BCP, que na sexta-feira escalou mais de 4%, numa sessão em que toda a banca registou ganhos no Velho Continente.

Mota-Engil com maior subida de Lisboa

Mota-Engil com maior subida de Lisboa
No PSI-20, a Mota-Engil foi o título que mais terreno ganhou na semana, com uma valorização acumulada de 9,92%, numa semana em que o anúncio de novos estímulos económicos na Europa beneficiou setores como o da construção.

AMS com o melhor desempenho do Stoxx600

AMS com o melhor desempenho do Stoxx600
A austríaca AMS (anteriormente conhecida como AustriaMicroSystems) que projeta e fabrica soluções avançadas de sensores, foi a cotada do índice de referência europeu Stoxx600 que mais terreno ganhou no agregado da semana, ao registar uma apreciação de 17,51%. A fornecedora de empresas como a Apple esteve a ser sustentada pelo anúncio de que tem uma lista de potenciais compradores estratégicos do negócio digital da Osram Licht. A AMS quer comprar o grupo alemão de iluminação e disse que, se for bem sucedida nesse intento, procurará um comprador para o negócio digital da Osram.

LKQ lidera ganhos no S&P 500

LKQ lidera ganhos no S&P 500
O índice Standard & Poor’s 500 teve um saldo positivo de 1,11% esta semana, e a liderar a tabela de melhores “performers” esteve a LKQ. A fornecedora norte-americana de peças alternativas e especiais para reparação e acessórios de automóveis e outros veículos, somou 22,70% depois do anúncio de que o seu investidor ativista Jeffrey Ubben, da ValueAct Capital, reforçou a sua posição na empresa com a compra de cerca de 16 milhões de ações, elevando assim para 5,2% a sua participação no capital da LKQ.

Libra aprecia-se com acordo no Brexit a ganhar força

Libra aprecia-se com acordo no Brexit a ganhar força
À boleia da confiança num desfecho do Brexit com acordo, a libra tem aproveitado para se valorizar e ganhou 1,46% face ao dólar no cômputo entre segunda e sexta-feira, a maior subida semanal desde maio deste ano. A moeda britânica tem sido muito penalizada com os constantes adiamentos do Brexit. Desde o referendo, em junho de 2016, já depreciou quase 5,5%. O euro teve ganhos mais tímidos e subiu apenas 0,41% face à nota verde, para os 1,106 dólares.

Petróleo com maior queda semanal em quase dois meses

Petróleo com maior queda semanal em quase dois meses
Os preços do petróleo registaram a maior queda semanal em quase dois meses, com o Brent, negociado em Londres e referência para Portugal, a cair 2,08% no acumulado das cinco sessões. A pressionar a matéria-prima tem estado a decisão da OPEP em não alargar os cortes de produção, na sua reunião de quinta-feira, e também a previsão da Agência Internacional de Energia de um excedente na oferta para o próximo ano devido ao aumento de oferta global.

Juros sobem na Europa e EUA

Juros sobem na Europa e EUA
Esta semana, os juros das obrigações a 10 anos subiram na generalidade da Europa e também nos Estados Unidos. Com os investidores mais otimistas a apostarem nas ações, as obrigações seguiram em queda e, consequentemente, os juros em alta. Os juros da dívida portuguesa a 10 anos subiram 12,7 pontos base esta semana, para 0,32%.
  • Assine já 1€/1 mês
  • ...

No Velho Continente, os mercados acionistas registaram um movimento generalizadamente positivo. A contribuir esteve sobretudo o anúncio de uma nova ronda de estímulos económicos por parte do Banco Central Europeu (BCE), com a compra de ativos.

 

Também a perspetiva de um entendimento a nível comercial entre Washington e Pequim ajudou ao movimento de subida desta semana.

 

Além disso, os deputados britânicos voltaram a vetar uma moção do primeiro-ministro, Boris Johnson, no sentido de se realizarem eleições antecipadas, o que também aliviou, pelo menos por enquanto, os investidores.

Ver comentários
Saber mais PSI-20 Velho Continente Banco Central Europeu BCE bolsas juros libra petróleo
Outras Notícias