Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

A semana em oito gráficos: Stoxx 600 tem pior semana desde novembro. Petróleo dispara

As bolsas europeias negociaram com uma tendência mista, com o índice de referência Stoxx 600 a estabelecer o pior desempenho semanal desde novembro mas com outras bolsas a conseguirem manter o fôlego. Já o petróleo valorizou mais de 4% em Londres.

Stoxx 600: pior semana desde novembro

Stoxx 600: pior semana desde novembro
O Stoxx 600 registou a pior semana desde novembro, num cômputo de cinco sessões que se revelou misto na Europa. A ceder terreno esteve também o índice alemão Dax, ao passo que o britânico e espanhol subiram. A cautela foi mais evidente na sexta-feira, devido a novos sinais de uma potencial subida das taxas de juro nos EUA já em março.

PSI-20 sobe com ajuda de BCP e Galp

PSI-20 sobe com ajuda de BCP e Galp
O PSI-20 valorizou 0,66%% esta semana, aumentando para 1,21% o ganho acumulado desde o arranque do ano. O BCP, a Galp e a Jerónimo Martins estiveram entre as cotadas que mais impulsionaram o índice português, tendo sido também as que mais subiram.

BCP dá brilho a Lisboa

BCP dá brilho a Lisboa
O BCP foi a cotada que mais impulsionou o PSI-20 esta semana. O banco liderado por Miguel Maya viu o preço-alvo ser revisto em alta pelos analistas da AlphaValue, que colocaram o "target" nos 0,23 euros (acima do consenso do mercado), o que animou a negociação.

Countryside pressiona Stoxx600

Countryside pressiona Stoxx600
A Countryside Properties, empresa britânica de construção civil e recuperação urbana, esteve entre os piores desempenhos na Europa, depois de reportar uma queda das receitas e lucros no seu primeiro trimestre fiscal e de o CEO ter anunciado a sua demissão com efeitos imediatos.

Etsy penaliza S&P500

Etsy penaliza S&P500
A empresa de comércio eletrónico foi a cotada que mais caiu no Standard & Poor’s 500, penalizada, como a maioria das restantes tecnológicas, pelo facto de se perspetivar uma subida das taxas de juro pela Fed mais cedo do que inicialmente previsto.

Dólar cede face ao euro e libra

Dólar cede face ao euro e libra
O dólar perdeu terreno face a congéneres de peso, como o euro e a libra, pressionado por um movimento de vendas, uma vez que os investidores consideram que a perspetiva de subida dos juros pela Fed já está contabilizada na nota verde. Na sexta-feira, a divisa norte-americana recuperou, mas não o suficiente para um saldo semanal positivo.

Petróleo dispara mais de 4%

Petróleo dispara mais de 4%
Os preços do crude subiram mais de 4% em Londres, impulsionados pela desvalorização do dólar, dado que os ativos denominados na nota verde, como é o caso do petróleo, ficam mais atrativos para quem negoceia com outras moedas.

Juros caem na Zona Euro

Juros caem na Zona Euro
Os juros da dívida soberana cederam terreno na Zona Euro, numa semana em que os mercados monetários diminuíram as suas apostas num aumento das taxas de juro por parte do BCE este ano, e isto devido ao aumento de infeções com a variante ómicron do coronavírus, que deixa mais incerto o panorama económico.
Carla Pedro cpedro@negocios.pt 15 de Janeiro de 2022 às 09:30
  • Partilhar artigo
  • 2
  • ...
Ver comentários
Outras Notícias