Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

A semana em oito gráficos: Subida dos juros da dívida anima banca europeia

As bolsas europeias tiveram um saldo semanal positivo, com a subida das “yields” da dívida soberana a motivar os ganhos no setor da banca, que ofuscaram as perdas no setor tecnológico. Nos EUA, a tendência foi também de ganhos. E o petróleo registou a quinta semana consecutiva de valorização.

Madrid lidera ganhos da semana

Madrid lidera ganhos da semana
O índice espanhol referência conseguiu registar a sua melhor semana desde meados de agosto, à boleia do setor da banca – que reina no Ibex-35. Os ganhos alastraram-se à restante Europa e também a Wall Street.

Lisboa com subida tímida

Lisboa com subida tímida
A bolsa nacional conseguiu valorizar 0,69% nesta semana, com a ajuda principalmente do BCP, mas também do setor do retalho, com a Jerónimo Martins e a Sonae entre as maiores subidas. No final da semana, a Galp Energia conseguiu um ganho robusto.

BCP brilha com ganho de 6%

BCP brilha com ganho de 6%
O BCP liderou as subidas entre as congéneres da praça portuguesa, numa semana em que todo o setor da banca se animou com os aumentos nas taxas de juro. Do lado das quedas, destaque para o grupo EDP.

Banca impulsiona Stoxx600

Banca impulsiona Stoxx600
Das cinco cotadas do índice de referência Stoxx600 que mais subiram na semana, quatro delas operam no setor bancário. As instituições financeiras estiveram a ser impulsionadas sobretudo pela subida dos juros da dívida soberana na Europa.

Energia dá gás ao S&P500

Energia dá gás ao S&P500
A subida do índice Standard & Poor’s 500 foi impulsionada pelos fortes ganhos das cotadas da energia, como a Phillips 66, a Marathon Oil e a Apache. Isto numa semana em que os preços do petróleo atingiram os 80 dólares nos EUA pela primeira vez em sete anos.

Euro perde tração face ao dólar, libra e iene

Euro perde tração face ao dólar, libra e iene
A moeda única europeia perdeu terreno face a congéneres de peso, como o dólar, a libra e o iene, pressionada pela subida dos preços da energia na Europa – que intensificou os receios em torno da retoma económica da região.

Petróleo sobe pela quinta semana

Petróleo sobe pela quinta semana
O “ouro negro” valorizou pela quinta semana consecutiva, impulsionado pela crise energética global, a capitalizar o facto de os preços do carvão e do gás natural estarem a subir fortemente, o que leva a uma maior procura de crude para a geração de eletricidade.

Juros disparam com medo da inflação

Juros disparam com medo da inflação
Os juros da dívida soberana da Zona Euro e dos EUA registaram uma forte subida, numa altura em que o medo da inflação voltou a imperar. Ainda assim, o agravamento na Europa foi contido pelo rumor de que o BCE estará a planear outro apoio no pós-pandemia.
  • Partilhar artigo
  • 5
  • ...
Ver comentários
Outras Notícias