Bolsa Acções da LVMH em máximos após vendas acima do esperado

Acções da LVMH em máximos após vendas acima do esperado

As vendas da empresa de artigos de luxo subiram 15% no período entre Janeiro e Março para 9,88 mil milhões de euros. As acções fixaram novo recorde nos 213,50 euros.
Acções da LVMH em máximos após vendas acima do esperado
Bloomberg
Rita Faria 11 de abril de 2017 às 11:13

As acções do grupo francês LVMH (Louis Vuitton Moët Hennessy) atingiram um novo recorde na bolsa de Paris, depois de a empresa ter apresentado os dados sobre as vendas do primeiro trimestre, que superaram as estimativas dos analistas.

Os títulos ganham 1,45% para 210,45 euros, depois de terem chegado a valorizar 2,92% para 213,50 euros, um novo máximo histórico. A LVMH é a cotada que mais impulsiona os ganhos do francês CAC40.

Esta evolução acontece depois de a empresa de artigos de luxo ter revelado esta segunda-feira, após o fecho do mercado, que as suas vendas aumentaram 15% no período entre Janeiro e Março para 9,88 mil milhões de euros, quando os analistas antecipavam um total de 9,5 mil milhões.  

Todas as divisões superaram as projecções, com particular destaque para a divisão de moda e de bebidas.

Ainda assim, os resultados beneficiam da comparação com um período fortemente marcado pelos ataques terroristas de Paris, que penalizaram o turismo na Europa e, consequentemente, as vendas deste tipo de artigos. Por esse motivo, a empresa salienta que este nível de crescimento não se deverá manter no resto do ano.

"Há um melhor ambiente de consumo para o luxo, e a LVMH está a ganhar quota de mercado", afirmou Mario Ortelli, analista da Sanford C. Bernstein, citado pela Bloomberg. "Os resultados sobem a fasquia para outras apresentações de resultados nas próximas semanas", acrescenta Rogerio Fujimori, analista da RBC Europe.

A Prada apresenta as suas contas esta quarta-feira, 12 de Abril, enquanto a Kering, dona da Gucci, divulga os seus resultados a 25 de Abril.



Marketing Automation certified by E-GOI