Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Acções da PT corrigem parte das quedas após esclarecimento assinado por Granadeiro

A PT emitiu um comunicado no qual esclarece os investimentos na Rioforte. Logo depois, as acções da empresa corrigiram parte das fortes perdas que vinham registando na sessão.

André Tanque Jesus andrejesus@negocios.pt 30 de Junho de 2014 às 13:27
  • Assine já 1€/1 mês
  • 12
  • ...

As acções da Portugal Telecom corrigiram, ao início da tarde desta segunda-feira, 30 de Junho, parte das perdas que vinham registando na sessão. Às 12h25m, a cotada começou a contrariar a tendência de queda, depois de ter estado a perder 5,43% na sessão para 2,579 euros, um mínimo de mais de um mês, Agora, a empresa liderada por Henrique Granadeiro recua apenas 2,60% para 2,656 euros.

 

Esta alteração no desempenho das acções da PT ocorre depois de, às 12h21m, o próprio presidente executivo e o director financeiro, Luís Pacheco de Melo, terem assinado um comunicado enviado à Comissão do Mercado de Valores Mobiliários (CMVM), no qual esclarecem o investimento financeiro realizado na empresa Rioforte.

 

Na sexta-feira, a PT perdeu 5,64% em bolsa, depois de noticiado que a empresa teria adquirido cerca de 900 milhões de euros de papel comercial da empresa Rio Forte, pertencente ao Grupo Espírito Santo (GES). Apesar de a empresa já ter afirmado que se tratava de um investimento de curto-prazo, os investidores penalizaram a cotada, devido à forte instabilidade que o GES representa actualmente.

 

Agora, a administração da empresa veio reafirmar que se trata mesmo de um investimento de curto-prazo, com 847 milhões de euros, do total de 897 milhões, a vencerem já a 15 de Julho, enquanto os restantes 50 milhões vencem a 17 de Julho. Os investidores reagiram positivamente ao comunicado, uma vez que as datas em que vence o papel comercial são próximas.

Ver comentários
Saber mais acções PT Granadeiro
Outras Notícias