Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Acções americanas caem com receios de subidas de juros; Nasdaq cai 2,1%

As acções americanas caíram, arrastadas pelas tecnológicas e financeiras, devido a receios de que a economia está a recuperar depressa mais, levando a FED a subir juros antes do esperado. O Dow Jones cedeu 1,4% e o Nasdaq desceu 2,1%.

Ricardo Domingos rdomingos1@gmail.com 25 de Março de 2002 às 21:22
  • Assine já 1€/1 mês
  • ...
As acções norte-americanas caíram, arrastadas pelos sectores tecnológico e financeiro, devido a receios de que a economia está a recuperar depressa mais, levando a Reserva Federal a subir juros antes do esperado. O Dow Jones cedeu 1,4% e o Nasdaq desceu 2,1%.

O índice industrial [INDU] fechou nos 10.281,67 pontos, enquanto o Nasdaq [CCMP] encerrou nos 1.812,49 pontos.

«A economia está a recuperar depressa de mais e a Fed poderá subir os juros», afirmou um analista citado pelas agências internacionais.

A Reserva Federal sugeriu a semana passada que deverá elevar o custo do dinheiro, aumentando os receios dos investidores de que as recentes subidas já terão terminado.

As empresas financeiras recuaram na sua generalidade, uma vez que taxas de juro mais elevadas aumentam o custo do capital, reduz o seu negócio e desfaz valor nas posições detidas em obrigações e outros instrumentos de dívida.

A General Electric, cuja divisão GE Capital é a maior empresa financeira sem cair na categoria de banco, recuou 2,27%. A seguradora American International Group, a maior do mundo, perdeu 2,06%.

A Capital One Financial, a quinta maior emitente de cartões Visa e Mastercard, desceu 4,77%, enquanto a Household International, a maior empresa independente de crédito ao consumo, deslizou 3,16%.

Nas tecnológicas, que terão mais dificuldades em expandir os seus negócios com juros mais altos, a Microsoft liderou as perdas, ao ceder 2,02%. A maior fabricante mundial de «chips», a Intel, escorregou 1,93%.

O «American Depositary Receipt», ou ADR, da Portugal Telecom (PT) fixou-se nos 7,54 dólares (8,59 euros), enquanto em Lisboa os títulos da operadora fecharam nos 8,50 euros. Cada ADR representa uma acção da PT [PTC].

O ADR da Electricidade de Portugal (EDP) situou-se nos 21,40 dólares (24,38 euros), enquanto em Lisboa, os títulos da eléctrica encerraram nos 2,41 euros. Cada ADR representa 10 acções da EDP.

Outras Notícias