Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Acções americanas iniciam 2005 a subir com queda do petróleo (act)

As acções americanas iniciaram a sessão a valorizar, beneficiando da desvalorização superior a 3% verificada pelo crude em Nova Iorque, sugerindo que 2005 vai ser um ano de descida nos preços da matéria-prima. O Nasdaq crescia 0,49% e o Dow Jones aumentav

Nuno Carregueiro nc@negocios.pt 03 de Janeiro de 2005 às 14:46
  • Assine já 1€/1 mês
  • ...

As acções americanas iniciaram a sessão a valorizar, beneficiando da desvalorização superior a 3% verificada pelo crude em Nova Iorque, sugerindo que 2005 vai ser um ano de descida nos preços da matéria-prima. O Nasdaq crescia 0,49% e o Dow Jones aumentava 0,67%.

O Nasdaq marcava 2,185,88 pontos e o Dow Jones cotava nos 10.854,02 pontos

Em Nova Iorque o preço do barril de crude descia 2,77% para os 42,15 dólares o barril, o que impulsionava os mercados accionistas. Os analistas estimam que, depois da escalada de 2003 e 2004, os preços do petróleo desvalorizem em 2005, ajudando as economias mundiais e os resultados das empresas.

Em 2004 o S&P 500, índice que reúne as 500 maiores empresas americanas, valorizou 9% em 2004 e os analistas, segundo uma sondagem conduzida pela Bloomberg, aguardam uma apreciação de 3,1% em 2005.

A Wal-Mart era o título que mais impulsionava o Dow Jones, depois de ter anunciado que as vendas deverão ter aumentado 3% em Dezembro, impulsionadas por compras efectuadas após o Natal. Os títulos da retalhista avançavam 1,76%.

No Nasdaq eram as empresas de Internet que lideravam os ganhos, depois da Goldman Sachs ter elevado as previsões de receitas para o Google e o Yahoo! no quarto trimestre. As acções do motor de busca mais utilizado do mundo avançavam 2,6%, enquanto os títulos do Yahoo! cresciam 2,18%.

Ainda a impulsionar os índices accionistas, a General Motors apreciava 1,42%, a Intel progredia 1,11% e o JP Morgan crescia 1,15%.

Outras Notícias